Ponte Preta x Guarani - Mistério toma conta do 1º dérbi de 2019

O jogo vai acontecer no Estádio Moisés Lucarelli, onde o Bugre não vence há dez anos

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 15 (AFI) - O ano de 2019 vai ser especial para torcedores de Ponte Preta e Guarani com a realização de pelo menos três dérbis. E o primeiro deles acontece neste sábado, a partir das 19 horas, no Estádio Moisés Lucarelli. O mistério dos dois lados antes do jogo válido pela penúltima rodada do Campeonato Paulista dá o tom da importância deste confronto para os clubes.

COBERTURA E RÁDIO FI

O Portal FUTEBOL INTERIOR programou uma cobertura diferente para o Dérbi 193 também pela Rádio FUTEBOL INTERIORRádio FI.

O jogo vai ter a transmissão ao vivo do duelo acontece direto do Majestoso, a partir das 18 horas. O apoio é da Acácia Auto Peças e Pizza do Dadá.

A narração vai ser de Edson Carlos, comentários de Fábio Salomão e Fernando Landgraf, com reportagens de Wagner Bastos e Edinho Campos. Nas Redes Sociais, o comando será de Giovane Paiola.

MOMENTOS DISTINTOS
A semana foi marcada por treinamentos fechados e nenhuma pista de quais times iniciarão o jogo, que vai receber um grande público. Mais de 12 mil ingressos foram adquiridos pelos pontepretanos - partida com torcida única - e as vendas continuam até horas antes da bola rolar no Majestoso.

O Estádio Moisés Lucarelli promete receber um grande público neste sábado para o primeiro dérbi do ano
O Estádio Moisés Lucarelli promete receber um grande público neste sábado para o primeiro dérbi do ano

Os dois times vivem momentos distintos. A Ponte Preta vem evoluindo desde a chegada de Jorginho e defende uma invencibilidade de cinco jogos - três vitórias e dois empates -, aparecendo na terceira colocação do Grupo A, com 16 pontos.

O clube já não tem mais chances de classificação. Também em terceiro lugar, mas no Grupo B, com 14 pontos, o Guarani, ainda sonhando com uma vaga nas quartas, não ganha há duas rodadas no campeonato.

PREOCUPAÇÃO
Assim como os dois últimos, esse dérbi também será realizado com torcida única por determinação do Ministério Público de São Paulo (MP-SP). Mas isso não significa que Campinas está livre de confusão.

Horas antes do clássico do primeiro turno da Série B do ano passado, no Brinco de Ouro da Princesa, torcedores organizados se enfrentaram no bairro São Bernardo - localizado a 14 minutos do estádio bugrino. Durante a confusão, o pontepretano Leonardo Daniel Bernardes Silva, de 18 anos, foi atingido por um tiro e faleceu.

HISTÓRICO E TABUS
Considerada a maior rivalidade do interior brasileiro, Ponte Preta e Guarani já se enfrentaram 192 vezes e a vantagem é bugrina, com 66 vitórias contra 62, além de 63 empates e um resultado desconhecido.

A Ponte Preta defende uma invencibilidade de quatro jogos e aposta na força da torcida
A Ponte Preta defende uma invencibilidade de quatro jogos e aposta na força da torcida

Apesar da superioridade no histórico geral, o Guarani tem alguns tabus para serem quebrados. A última vitória sobre seu maior rival foi há quase sete anos. Depois disso, a Ponte teve duas vitórias e um empate. O jejum é ainda maior atuando no Moisés Lucarelli, onde não comemora um resultado positivo desde junho de 2009.

MISTÉRIO
A Ponte Preta encerrou sua preparação para o dérbi com um treinamento fechado para a imprensa nesta sexta-feira. No final da atividade, os portões foram abertos para os torcedores passarem um último incentivo aos jogadores, que entraram em regime de concentração.

Jorginho disse ter três dúvidas: Luis Ricardo ou Arnaldo na lateral direita, Edson ou Nathan como primeiro volante e Hugo Cabral ou Júlio César no ataque. Independente de quem jogar, vontade não vai faltar.

"Pilhar é foco no trabalho, raça, entrega, vontade. É faca nos dentes, ir como se fosse para uma guerra", afirmou o treinador.

O lateral-direito Léo Príncipe foi liberado pelo departamento médico e reforça o Guarani
O lateral-direito Léo Príncipe foi liberado pelo departamento médico e reforça o Guarani

DUAS MUDANÇAS
O mistério no Guarani é ainda maior, tanto que o local da atividade desta sexta foi mantido em sigilo.

Na última quinta, a delegação recebeu o apoio de alguns torcedores que foram até o Brinco de Ouro da Princesa e puderam acompanhar os 15 minutos finais da atividade.

Com todo o elenco à disposição, o técnico Osmar Loss vai realizar duas mudanças em relação ao time que perdeu para o Ituano, por 2 a 1. Recuperados de contusão, o lateral-direito Léo Príncipe e o meia Felipe Amorim entram nos lugares de Fabrício Costa e Carlinhos, respectivamente.

"Não tem muita surpresa, não. Graças a Deus recuperando jogadores que estão no departamento médico, a gente vai buscar fazer o que fez durante todo o campeonato até esse momento", destacou o treinador bugrino.

Ficha Técnica

Fase
Fase de Grupos
Rodada
11ª rodada
Data
16/03/2019
Horário
19h00
Local
Moisés Lucarelli - Campinas (SP)
Árbitro
Raphael Claus

Renda
R$ 325.235,00
Assistentes
Emerson Augusto de Carvalho e Danilo Ricardo Simon

Público
11.287 pagantes (11.976 total)
Cartões Amarelos
Ponte Preta: Reginaldo, Edson, Thalles
Guarani: Felipe Amorim, Ricardinho, Ferreira, Deivid

Gols
Ponte Preta: Thalles 40' 1T, Diego Renan 3' 2T, Gerson Magrão 25' 2T
Ponte Preta
Ivan;
Luis Ricardo, Renan Fonseca, Reginaldo e Diego Renan (Giovanni);
Edson, Gerson Magrão, Matheus Oliveira e Matheus Vargas (Nathan);
Júlio César (Abner) e Thalles
Técnico: Jorginho.
Guarani
Giovanni;
Léo Principe, Ferreira, Diego Giaretta e William Matheus;
Deivid, Ricardinho, Felipe Amorim e Diego Cardoso (Fernando Viana);
Thiago Ribeiro (Mateusinho) e Anselmo Ramon (Carlinhos).
Técnico: Osmar Loss.