Mirassol x Palmeiras - Temor? É hora de encarar o Leão, Verdão!

A equipe de Palestra Itália ainda não ingeriu a derrota por 6 a 2 para o Mirassol, em 2013

por Agência Futebol Interior

Mirassol, SP, 08 (AFI) – Com objetivos distintos, Mirassol e Palmeiras se enfrentam neste sábado, às 16h30, no Estádio José Maria de Campos Maia, pela décima rodada do Campeonato Paulista. O Verdão pode carimbar a classificação, enquanto o Leão quer seguir sonhando e eliminar as chances de rebaixamento.

Mais uma vez a Rádio FUTEBOL INTERIOR abre espaço para as emissoras parceiras do Interior. Este grande jogo vai ser transmitido ao vivo na Rádio FI em cadeia com a TS Rádio, de Mirassol, que promete dar aquele show. Tanto na narcação, como comentários e reportagens, numa cobertura completa deste jogo decisivo para o futuro do Mirassol dentro do Paulistão.

PELA REABILITAÇÃO
O Mirassol, que vem de derrota para o São Caetano por 2 a 0, ocupa a lanterna do Grupo C, com oito pontos, contra 14 do Corinthians, 13 da Ferroviária e dez do Bragantino. Vale lembrar que o Leão aplicou uma sonora goleada no Palmeiras por 6 a 2, em 2013, que não foi ainda digerida pelo clube de Palestra Itália.

Já o Palmeiras lidera com folga o Grupo B, com 18 pontos, quatro a mais do que o vice-líder Guarani. Novorizontino, com 13, e São Bento, quatro, fecham a chave. O Verdão passou pelo Ituano, na última rodada, com um triunfo por 3 a 2.

VERDÃO MISTO?
Com a cansativa viagem para Colômbia e o desgastante duelo diante do Junior Barranquilla, pela Libertadores, o Palmeiras deve alternar sua equipe para enfrentar o Mirassol. O intuito é que todos os titulares ou comecem no banco ou sequer sejam relacionados.

Mirassol chega a ser uma pedra no sapato do Palmeiras
Mirassol chega a ser uma pedra no sapato do Palmeiras

Com isso, Lucas Lima e Zé Rafael podem aparecer na equipe principal em busca de conquistar a confiança do técnico Felipão. Nomes como Mayke, Diogo Barbosa, Edu Dracena, Carlos Eduardo e até Deyverson podem ser escalados.

“O Felipão nunca foi aquele treinador que montou time que jogasse com posse, com futebol que todos fossem apaixonados. Sempre foi equilibrado defensivamente e ofensivamente, que joga por resultados e títulos. Não à toa é um dos mais vitoriosos do mundo”, outro que deve ser testado entre os 11.

LEÃO COM FORÇA MÁXIMA?
Sonhando ainda em entrar na briga por uma vaga nas quartas de final do Campeonato Paulista nas últimas rodadas, o Mirassol vai para o jogo contra o Palmeiras precisando da vitória. O técnico Moisés Egert poderá escalar o que tem de melhor, já que o lateral-direito Daniel Borges retorna ao time após cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo.

O treinador, no entanto, tem algumas dúvidas. Yuri briga por uma posição no meio de campo com Riccieli. Quem for o escolhido jogará ao lado de Léo Baiano e Jean Carlos. No ataque, a disputa por posição ficou entre Wilson e Zé Roberto. A expectativa é que o primeiro seja escalado entre os titulares.

“O Palmeiras tem um elenco muito qualificado. Sabemos que o Felipão deve alterar algumas peças em relação ao jogo da Libertadores, mas o nível da equipe seguirá a mesma. Mas acredito nos nossos jogadores e mostramos que temos condições de surpreender. Precisamos focar em todos os detalhes. Só assim vamos conquistar a vitória e seguir sonhando com a classificação”, afirmou o treinador.

Ficha Técnica

Fase
Fase de Grupos
Rodada
10ª rodada
Data
09/03/2019
Horário
16h30
Local
José Maria de Campos Maia - Mirassol (SP)
Árbitro
Vinícius Gonçalves Dias Araújo

Renda
R$ 585.100,00
Assistentes
Anderson José de Moraes Coelho e Bruno Salgado Rizo

Público
9.600 pagantes
Cartões Amarelos
Mirassol: Léo Baiano, Zé Roberto
Palmeiras: Diogo Barbosa

Cartões Vermelhos
Mirassol: Zé Roberto
Gols
Mirassol: Carlão 9' 2T
Palmeiras: Gustavo Gómez 6' 2T
Mirassol
Matheus Aurélio;
Daniel Borges, Riccieli, Leandro Amaro e Alex Ruan;
Léo Baiano, Wellington Simião (Yuri) e Maílton;
Zé Roberto, Rodolfo (Felipe Augusto) e Carlão (Sandoval).
Técnico: Moisés Egert
Palmeiras
Fernando Prass;
Mayke, Gustavo Gómez, Edu Dracena e Diogo Barbosa;
Thiago Santos (Raphael Veiga), Moisés, Lucas Lima e Zé Rafael (Carlos Eduardo);
Felipe Pires (Jean) e Borja.
Técnico: Felipão