Red Bull 0 x 0 Ponte Preta - Red Bull, eliminado, e Ponte Preta, ainda ameaçada pela queda

A torcida pontepretana protestou contra a punição considerada esdrúxula e pela má fase do time fora do Majestoso

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 8 (AFI) – Num cenário atípico, com mais torcedores fora do que dentro do estádio Moisés Lucarelli, Red Bull e Ponte Preta empataram sem gols, nesta quinta-feira à noite, no fechamento da 11.ª rodada do Campeonato Paulista. Proibida de entrar no Majestoso por decisão do Ministério Público (MP), a torcida pontepretana protestou contra a punição considerada esdrúxula e pela má fase do time.

Mesmo assim, um grupo em torno de 200 torcedores ficou postado no gol de entrada do estádio e se manifestou em alguns momentos. Às vezes cantou o hino da Ponte Preta, outras vezes fez xingamentos contra os jogadores, diretoria e MP. A torcida está impedida de assistir jogos onde não tiver o mando de campo, que desta vez pertencia aos Bulls que alugam o estádio.

Este jogo foi transmitido pela Rádio Futebol Interior, tanto pela web como também nas redes sociais – Youtube, Face e Instagram.

A narração foi de Carlos Corsato, teve comentários de Luis Fabiani e reportagens de Thiago Barbosa. Placar ao Vivo com Marcelo Corsato e Futebol Interior TV com Giovane Paiola

SITUAÇÃO RUIM
Tão ruim como a qualidade técnica do jogo foi o que restou para os dois times. O Red Bull, com 13 pontos, e na terceira posição do Grupo D não tem mais chances de classificação. Pode até se

Um grupo de pontepretanos, sem camisa, assistiu ao jogo na parte debaixo da Torres de Entrada do majestoso
Um grupo de pontepretanos, sem camisa, assistiu ao jogo na parte debaixo da Torres de Entrada do majestoso

igualar ao Botafogo, com 16 pontos, mas não alcançará o time de Ribeirão Preto no número de vitórias, que atualmente é de 4 a 2. O Red Bull se despede diante do São Paulo, no Morumbi.

Pelo menos, os Bulls estão livres do rebaixamento. Isso na acontece com a Ponte Preta, vice-campeã em 2017. Há sete jogos seguidos sem vencer e com apenas 11 pontos, ela ocupa a 13.ª posição e vai levar o desespero até a última rodada quando precisará, pelo menos, empatar com a Ferroviária, em Campinas, para não depender de outros resultados.

Todos os jogos da 12.ª e última rodada da primeira fase vão ser disputados domingo a partir das 17 horas.

SHOW DE ERROS
O primeiro tempo foi repleto de passes errados e de poucas finalizações. A Ponte assustou numa cabeçada de Luan Peres, espalmada por Júlio Cesar, aos oito minutos. E depois num chute cruzado de Léo Artur, mas para fora, aos 34 minutos.

O Red chegou na frente só uma vez, quando Deivid invadiu a área, mas sem ângulo foi abafado por Ivan aos 26.

O segundo tempo pouco mudou. Os técnicos ainda tentaram explorar as suas três substituições, mas nada mudou. Na gíria popular seria a troca de seis por meia dúzia. A Ponte Preta só teve uma chance real de gol.

AS CHANCES
Primeiro saiu dos pés do improvisado lateral Jeferson que soltou a bomba de fora da área e Júlio Cesar espalmou.

O Red Bull ameaçou num cruzamento de Breno Lopes, que caiu e obrigou Ivan a também aliviar no alto. Ainda reclamou de um toque de mão de Luan Peres, aos 38 minutos, e teve outra oportunidade com André Castro, abafado por Ivan.

Ficha Técnica

Fase
Fase de Grupos
Rodada
11ª rodada
Data
08/03/2018
Horário
21h30
Local
Moisés Lucarelli - Campinas (SP)
Árbitro
Raphael Claus

Renda
R$ 19.820,00
Assistentes
Anderson Jose de Moraes e Alberto Poletto Masseira

Público
692 pagantes (706 total)
Cartões Amarelos
Red Bull Brasil: Claudinho, Tatá
Ponte Preta: João Vítor, Xavier

Red Bull Brasil
Júlio Cesar;
Éverton Silva, Tiago Alves, Anderson Marques e Breno Lopes;
André Castro, Doriva e Éder Luis (Matheus Oliveira);
Deivid (Thomaz), Edmilson e Claudinho (Tatá).
Técnico: Ricardo Catalá
Ponte Preta
Ivan;
Emerson, Renan Fonseca, Luan Peres e Jeferson;
João Vitor, Marciel (Xavier), Daniel (Aaron) e Léo Artur;
Gabriel Vasconcelos (Yuri) e Silvinho.
Técnico: Eduardo Baptista
 
 
" />