Botafogo 1 x 1 Ponte Preta - Fogão perde a ponta e Macaca sem perder fora de casa

Botafogo empata com a Ponte Preta e perde a liderança do Grupo D. Macaca segue sem perder fora de casa, com 2 vitórias e 2 empates

por Agência Futebol Interior

Ribeirão Preto, SP, 14 (AFI) – Botafogo e Ponte Preta fizeram um jogo bastante movimentado, nesta quarta-feira à noite, pela sétima rodada do Campeonato Paulista, no estádio Santa Cruz. Com este justo resultado, o time de Ribeirão Preto ficou com 10 pontos, mas perdeu a liderança do Grupo D para o Santos, que foi aos 11 ao vencer o São Caetano por 2 a 0, na Vila Belmiro.

Este jogo foi transmitido, ao vivo, pela Rádio Futebol Interior - Rádio FI - também nas Redes Sociais - Facebook, Youtube e Instagram. Narração de Carlos Corsato, reportagens de Guina Paiva e comentários de Luis Fabiane.

MACACA INVICTA FORA
O time de Campinas somou mais um ponto fora, onde não perdeu ainda. Conquistou longe de casa duas vitórias e dois empates. Agora soma nove pontos, na vice-liderança do Grupo B, atrás do São Paulo, com 10.

Fellipe Cardoso: três gols em três jogos seguidos
Fellipe Cardoso: três gols em três jogos seguidos

A Ponte Preta começou o jogo de forma arrasadora. Em uma cobrança de falta pela esquerda, Silvinho arriscou contra o gol e exigiu a defesa de Tiago Cardoso. Pouco tempo depois, aos oito minutos, a defesa da casa cochilou, Emerson roubou a bola e deixou com Fellipe Cardoso, que da entrada da grande área bateu no cantinho do goleiro e abriu o placar. Este foi o seu terceiro gol em três jogos consecutivos.

MAIS NA FRENTE
Em desvantagem, o Botafogo foi obrigado a arriscar um pouco mais. O primeiro lance perigoso aconteceu aos 20 minutos, em cobrança de falta cobrada por Dodô na cabeça de Naylhor, mas o zagueiro jogou pela linha de fundo.

Em seguida, aos 26, Bruno Moraes arriscou de fora da área e Ivan espalmou. No rebate, Dodô também tentou marcar, mas o goleiro novamente apareceu para interceder.

O visitante ainda ameaçou numa bela virada do zagueiro Luan Peres, que tirou tinta da trave direita de Cardoso. Era a chance de ampliar e ir para o intervalo com uma vantagem maior, aos 44 minutos.

Dois minutos antes, porém, o time campineiro perdeu o meia Tiago Real, que sentiu uma fisgada no músculo posterior da coxa direita.

Bruno Moraes: quinto gol e artilheiro do Paulistão
Bruno Moraes: quinto gol e artilheiro do Paulistão

MUDANÇA IMPORTANTE
O Botafogo voltou com o atacante Cafu no lugar do volante Bruno Rocha, já amarelado. E mais adiantado. Acertou em cheio o técnico Léo Condé.

Daí empatou rapidamente, aos sete minutos. Após tabela com Cafu, o meia Danielzinho enfiou a bola para Bruno Moraes nas costas da defesa.

Ele se antecipou à saída do goleiro Ivan e tocou por baixo e cruzado. Seu quinto gol, artilheiro do Paulistão.

PRESSÃO E CHANCES
Depois disso, o Botafogo manteve a pressão e criou chances para virar o placar. Só aí que o técnico Eduardo Baptista sacou o inoperante Léo Artur para a entrada de Daniel. O objetivo era recuperar a posse de bola e evitar a derrota.

Atingiu seu objetivo, mesmo porque os botafoguenses mostraram visível cansaço. O empate veio a calhar.

JOGOS NO DOMINGO
Os dois times voltam a campo no domingo, às 19h30, pela oitava rodada do Campeonato Paulista da Série A1. Em Campinas, a Ponte Preta recebe o Palmeiras no estádio Moisés Lucarelli, enquanto o Botafogo viaja para enfrentar o São Bento em Sorocaba, no estádio Walter Ribeiro.

Ficha Técnica

Fase
Fase de Grupos
Rodada
7ª rodada
Data
14/02/2018
Horário
19h30
Local
Santa Cruz - Ribeirão Preto (SP)
Árbitro
Márcio Henrique de Gois

Renda
R$ 46,330.00
Assistentes
Daniel Paulo Ziolli e Gustavo Rodrigues de Oliveira

Público
3.156 pagantes
Cartões Amarelos
Botafogo: Bruno Rocha
Ponte Preta: Léo Artur, Renan Fonseca, Silvinho

Gols
Botafogo: Bruno Moraes 7' 2T
Ponte Preta: Fellipe Cardoso 8' 1T
Botafogo
Tiago Cardoso;
Lucas Taylor, Plínio, Naylhor e Mascarenhas;
Walfrido, Diones, Bruno Rocha (Cafu) e Dodô (Carlos Henrique); Danielzinho (Jheimy) e Bruno Moraes.
Técnico: Léo Condé
Ponte Preta
Ivan;
Emerson, Renan Fonseca, Luan Peres e Orinho;
Jeferson, Tiago Real (Marciel) e Léo Artur (Daniel);
Felipe Saraiva (Gabriel Vasconcelos), Fellipe Cardoso e Silvinho
Técnico: Eduardo Baptista