Antes do clássico, confrontos entre organizadas de Santos e Timão

Durante o jogo, provocações dos dois lados também esquentou o clima

por Agência Estado

Santos, SP, 04 (AFI) - O clima está quente entre os torcedores de Santos e Corinthians na Baixada. E a polícia está sofrendo muito para conter as provocações e brigas. No Canal 2, entre as avenidas Tiradentes e Bernardino de Campos, os torcedores rivais se encontraram (cerca de 70 corintianos contra mais de 100 santistas) e houve uma briga generalizada, com alguns feridos sem tanta gravidade apesar de ficarem com o rosto sangrando. A Polícia Militar conseguiu acabar rápido com a confusão, mas ninguém foi preso.

Outro problema foi o embarque do Cruzeiro do Centenário do Santos, no fim da manhã, onde alguns rivais acabaram se encontrando próximo à região do Porto. Lá, não chegaram às vias de fatos, apesar de troca de insultos.

Dentro do estádio as provocações deram o tom. E parecia duelo entre outros dois times. Era grito de Tolima de um lado e resposta com Barcelona do outro. Os santistas provocavam os corintianos com a eliminação na Pré-Libertadores de 2011 e sob gritos, também, de que "Libertadores o Corinthians nunca viu e nem vai ver", e ão, ão, ão, segunda divisão."

A resposta dos 724 corintianos - carga disponibilizada pelo mandante -, era de que o rival "caiu de 4 no Japão" e "Eterno 7 a 1", que virou camisa provocativa durante a semana, por uma goleada em 2005. Um corintiano até vestia a camisa do Barcelona e um santista, ao tentar atirar um objeto em sua direção, acabou preso.