Oeste 0 x 2 Santos - Peixe faz as pazes com a vitória

O Santos quebrou a sequência de quatro jogos sem vitórias e chegou aos 22 pontos, ultrapassando o Palmeiras na classificação e assumindo a quarta colocação

por Agência Futebol Interior

Itápolis, SP, 05 (AFI) - Mesmo desfalcado de Neymar, Elano e Léo, poupados, o Santos foi a Itápolis e venceu o Oeste por 2 a 0, na noite deste sábado, pela 11ª rodada do Campeonato Paulista. O artilheiro da noite foi o atacante Zé Eduardo, que marcou os dois gols do Peixe, um em cada tempo do jogo.

O Santos quebrou a sequência de quatro jogos sem vitórias (dois pelo Paulistão e dois pela Libertadores) e chegou aos 22 pontos, ultrapassando o Palmeiras na classificação e assumindo a quarta colocação. O Oeste, por sua vez, se manteve na sétima colocação com 17 pontos, dentro da zona de classificação às quartas de final.

Peixe larga na frente
O jogo começou movimentado e com o Santos pressionando no ataque. Mas as primeiras chances de gol foram do Oeste. Aos quatro minutos Fernandinho desceu em velocidade pela esquerda e cruzou à meia-altura para Dedê, que dominou pela direita e chutou forte. A zaga cortou e, no rebote, Dionísio chutou à esquerda de Rafael. Aos oito, Anselmo Ramon recebeu de Roger livre na área e bateu cruzado. A bola passou perto da trave santista.

O Santos trocava passes no meio-campo e parecia sentir a falta de Elano, Neymar e Léo. Aos 17 minutos o Peixe perdeu uma chance incrível de sair na frente. Maikon Leite fez boa jogada pela direita e rolou para Zé Eduardo, que, de frente para o gol, chutou à esquerda de Fábio.

Após um início corrido, o jogo caiu de produção e os times passaram a errar muitos passes. Aos 31 minutos o Oeste ficou com um jogador a menos depois que o atacante Fábio Santos entrou de sola em Adriano e foi expulso. Em vantagem numérica, o Santos tentou imprimir uma pressão no time de Itápolis, mas sem criatividade, não conseguia levar perigo ao gol de Fábio.

Nos acréscimos do primeiro tempo o Alvinegro abriu o placar. Diogo invadiu a área, foi derrubado por Paulo Miranda e o árbitro marcou pênalti. Zé Eduardo foi para a cobrança e bateu no canto direito, deslocando o goleiro Fábio, que saltou para o canto oposto. No final, o Santos valorizou a posse de bola e

Zé Love fecha o placar
O Oeste voltou com tudo do intervalo e quase empatou aos dois minutos. Roger deixou Fernandinho na cara do gol, mas Rafael saiu do gol fechando o ângulo e defendeu o leve toque do lateral. Aproveitando a vantagem numérica e no placar, o Peixe tocava a bola com tranquilidade de um lado para o outro, sem pressa nenhuma.

Aos 14 minutos Maikon Leite recebeu de Felipe Anderson e arriscou de fora da área, obrigando o goleiro Fábio a espalmar para escanteio. Sem muito esforço, o time praiano chegou ao segundo gol aos 25 minutos. Róbson deixou Zé Eduardo na cara do gol e o atacante tocou na saída do goleiro.

Valente, o Rubro-negro não se entregou e quase descontou aos 29 minutos. Roger fez boa jogada pela direita, cortou para o meio e chutou forte. A bola passou raspando o travessão de Rafael. Aos 33 foi a vez de Mazinho arriscar de fora da área e a bola explodiu no travessão santista.

Próximos jogos
Na próxima rodada o Oeste vai até Jundiaí enfrentar o Paulista, quarta-feira, às 19h30. O Santos, por sua vez, joga contra a Portuguesa, também na quarta-feira, às 21h50, na Vila Belmiro.

Ficha Técnica

Oeste 0 x 2 Santos

Local: Estádio dos Amaros, em Itápolis
Árbitro: Jose Claudio Rocha Filho
Assistentes: Marco Antonio Monteiro Bagatella e Mauro André de Freitas
Cartões amarelos: Paulo Miranda, Dedê, Cris (Oeste); Adriano, Zé Eduardo, Rodrigo Possebon (Santos)
Cartão vermelho: Fábio Santos (Oeste)
Gols: Zé Eduardo, aos 48'/1T e 25'/2T (Santos)

Oeste
Fábio; Dedê (Reinaldo), Paulo Miranda, Cris (Mazinho) e Fernandinho; Márcio Passos, Adriano (Rodrigo Possebon), Dionísio e Roger; Anselmo Ramon (Léo Salino) e Fábio Santos.
Técnico: Luiz Carlos Martins.

Santos
Rafael; Jonathan, Edu Dracena, Durval e Alex Sandro; Adriano (Rodrigo Possebon), Danilo e Felipe Anderson (Róbson); Diogo (Pará), Maikon Leite e Zé Eduardo.
Técnico: Marcelo Martelotte (interino)