Santos defende arbitragem e rebate críticas de Andrés

por Teste

Santos, SP, 01 (AFI) - As declarações de Andrés Sanches de que o Corinthians foi prejudicado no clássico e de que o juiz José Henrique de Carvalho teria dito, antes da partida, que o Santos seria campeão não foram bem aceitas pelo adversário. Ao apresentar o volante Rodriguinho nesta segunda-feira, no CT Rei Pelé, o gerente de futebol do Santos, Paulo Jamelli, contestou a opinião do presidente do Corinthians.

Veja também:
Goleiro do Santos pode ir para a Europa na abertura da janela


"Respeito as opiniões do Mano e do Andrés, mas o futebol tem regras que o juiz é obrigado a respeitar. E também houve faltas a favor do Santos que não foram marcadas", avaliou o dirigente santista.

Sobre a euforia e a possível perda de foco da equipe santista, Jamelli garantiu que a situação está sob controle. "A euforia é só do vestiário para fora. Internamente todos temos a consciência de que ainda não ganhamos nada e que teremos que continuar suando muito para chegar entre os quatro das semifinais".

Jamelli disse ainda que Dorival Júnior e a comissão técnica estão se precavendo antes que os erros apareçam, como ocorreu em 1995, quando ele atuou ao lado de Giovanni. "Aquela equipe está longe no tempo, mas perto na memória do torcedor. Nosso time era ofensivo e jogava bonito como o de agora. Tomava três gols e fazia cinco. Jogava bonito, mas acabou não ganhando nada", lembrou o gerente.