Mogi Mirim 3 x 2 Santo André - Sapão, o destruídor de líderes!

por Agência Futebol Interior

Mogi Mirim, SP, 28 (AFI) - Com dois gols a favor e um contra, o atacante Zulu foi o grande personagem na vitória de seu time, o Mogi Mirim, por 3 a 2, sobre o Santo André, na noite deste domingo. O duelo, válido pela 17.ª rodada do Campeonato Paulista, aconteceu no Estádio Papa João Paulo II, em Mogi.Com este resultado, o time da casa praticamente segue vivo na luta por uma vaga no Título do Interior e o para o Brasileiro da Série D. Tem 21 pontos, no 12.º lugar. Curiosamente, o Sapão termina a competição com vitória sobre os dois líderes. Antes já havia batido o Santos, por 2 a 1.



O Santo André, já classificado, praticamente diz adeus às possibilidades de brigar pela liderança. O clube segue no segundo lugar, com 36 pontos. Cinco a menos que o Santos. Por outro lado, não deve mais perder o segundo lugar, já que o São Paulo, terceiro colocado, tem seis pontos a menos.Livre leve e solto!
Vivendo uma fase espectacular, o Santo André contou com um pouquinho de sorte para sair à frente no marcador.

Logo aos dois minutos, o meia Bruno César cobrou falta rasteira pelo lado direito, ninguém cortou e a bola acabou entrando no lado oposto, no canto direito do goleiro Alex Alves, que não conseguiu alcançar a bola.

Com a vaga garantida antecipadamente, o Ramalhão visivelmente entrou em campo mais relaxado. Isso possilitou que o Mogi, mais limitado tecnicamente, assumisse as rédes da partida. O gol de empate saiu aos 17. O lateral Raí disparou em velocidade pela esquerda e cruzou. O atacate Zulu matou com estilo e bateu colocado, no canto esquerdo do goleiro.

O gol de uma nova dinâmica ao jogo e o Sapão passou a chegar com mais perigo. Aos 29 minutos, o time da casa aproveitou uma desatenção adversária para virar. O atacante Geovane cruzou da direita, Zulu ajeitou de cabeça e o lateral Vina, em posição legal, bateu na saída do goleiro. O jogo continuou bastante movimentado nos minutos seguintes e o Ramalhão chegou ao empate, aos 35. Branquinho

cobrou escanteio da esquerda e Zulu acabou desviando de cabeça contra o próprio gol. Aos 39, o mesmo Branquinho quase fez outro. Ele encheu o pé de fora da área e a bola saiu tirando tinta da trave esquerda do goleiro.

Zulu é o cara
que deixou o duelo mais leve e com boas oportunidades de gol. Aos três minutos, o Santo André quase chegou ao Na segunda etapa, a partida continuou bastante movimentada. Os dois times pareciam estar bastante relaxados, o terceiro. Branquinho cruzou da direita e o atacante Rodrigão cabeceou na rede, mas pelo lado de fora.O Mogi, contudo, não se intimidou e também se arriscou ao ataque. Aos dez minutos, o goleiro Júlio César salvou

os visitantes. O veterano Luís Mário deu bela enfiada de bola, mas arqueiro fechou bem o Çangulo e impediu gol de Zulu.

Nos minutos seguintes, os dois times continuaram alternando bons ataques, quase sempre explorando Zulu, no Sapo, e Rodriguinho, no Ramalhão. Este último quase mexeu no marcador aos 31. Ele escapou nas costas da zaga e bateu por cima do goleiro Alex Alves. Luizão salvou em cima da linha.Zulu, contudo, queria mesmo ser o grande personagem da noite. Após criar grande situações de gol e marcar um

para cada lado, ele quis sair de campo com o saldo positivo. Aos 34, ele recebeu bom passe de Raí na área e, em posição duvidosa, dominou com calma e bateu na saída do goleiro. Os visitantes ainda tentaram lutar, mas não inverteram a situação.

Próximos Jogos
Azul, fora de casa, e contra a Ponte Preta, em Mogi. Enquanto isso, o Santo André vai a Rio Claro encarar o time Para afastar todas as possibilidades de rebaixamento, o Mogi Mirim joga nas últimas duas rodadas contra o Monte da casa e enfrenta o São Paulo, em Piracicaba.

Ficha Técnica

Mogi Mirim 3 x 2 Santo André
Local: Estádio Papa João Paulo II, em Mogi Mirim (SP).
Árbitro: Antonio Rogério Batista do Prado
Cartões Amarelos: Elias (Mogi Mirim); Gil, Júlio César, Cesinha, Bruno César, Carlinhos, Toninho e Rodriguinho (Santo André)
Cartão Vermelho: Rodriguinho (Santo André)
Gols: Zulu aos 17'/1T e aos 34'/2T e Vina aos 29'/1T (Mogi Mirim); Bruno César aos 2'/1T e Zulu (contra) aos 35'/1T (Santo André)


Mogi Mirim
Gabriel (Luís Mário); Geovane (Marcelo) e Zulu.
Técnico: José Carlos Serrão.

Alex Alves; Vina (William Favoni), Flávio Boaventura, Luizão e Raí; Ricardo Oliveira, Baraka, Elias e Fernando Santo André
César; Rodrigão (Renato Dias) e Rodriguinho.
Técnico: Sérgio Soares. Julio César; Cicinho (Rômulo), Cesinha, Toninho e Carlinhos; Gil (Pio), Ricardo Conceição, Branquinho e Bruno