De novo! Meia do Palmeiras critica postura dos Meninos da Vila

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 15 (AFI) – No futebol não é permitido jogar bonito. Pelo menos é o que estão dizendo alguns jogadores e treinadores que enfrentam o Santos neste temporada. Após o clássico deste domingo, que terminou com a vitória do Palmeiras, por 4 a 3, na Vila Belmiro, o meia Diego Souza criticou a postura dos Meninos da Vila.

Confira:
Mais um? Timão mais próximo de fechar com outro galático

Para o meia do Verdão, os jogadores do Peixe fazem o que querem dentro de campo e acabam menosprezando os adversários, lembrando o lance de Neymar em cima do zagueiro Chicão, quando o atacante deu um chapéu no adversário com o lance já paralisado.

“Eles fazem o que querem, subestimam muito os outros times. O Neymar disse que deu aquele chapéu no Chicão porque sentiu vontade. Isso não é coisa que se faça. Se vocês perguntarem para os jogadores de todas as outras equipes, todo mundo acha isso. Não acho errado dancinha. Na comemoração do gol, vale. O que não pode é, dentro do jogo, subestimar o adversário, passar o pé por cima da bola. O futebol não perdoa”, desabafou o meia.

Mas os jogadores do Palmeiras também provocaram o adversário neste domingo. Quando Robert fez o seu segundo, o de empate, todos começaram a dançar, como se fosse uma resposta para os jovens atletas do Santos, que já haviam comemorado os dois gols anteriores com dancinhas.

O único que não criticou a postura dos adversários foi o goleiro Marcos, confessando que na hora dos gols vale tudo, inclusive as danças, e não encara isso como se fosse uma provocação. Ainda segundo o capitão do Verdão, o futebol de hoje está muito chato e sério.