Chororô! Presidente afirma que Neymar desrespeitou o Corinthians

por Teste

São Paulo, SP, 01 (AFI) - O presidente Andrés Sanches defendeu o zagueiro Chicão e afirmou que Neymar desrespeitou o Corinthians no clássico que terminou com a vitória do Santos por 2 a 1, na Vila Belmiro, em partida válida pela 11ª rodada do Campeonato Paulista. De acordo com o dirigente, a revelação santista exagerou nas firulas.

Confira:
Moral! Após estreia, atacante é elogiado pelo elenco o Sampa

No segundo tempo, Neymar deu um chapéu em Chicão após o árbitro José Henrique de Carvalho interromper a partida. Com isso, o zagueiro corintiano se irritou, deu um bronca no santista e o empurrou. Ambos foram advertidos com o cartão amarelo.

Ao final do jogo, Neymar disse que foi ameaçado por Chicão e que chamou o zagueiro para a briga. Andrés defendeu o corintiano. "Ele [Neymar] desrespeitou o Corinthians", disse o dirigente. "Está certo que essas coisas fazem parte do futebol, mas foi um desrespeito."

Para Andrés, a arbitragem interferiu no resultado do confronto. "O juiz tem de punir essas coisas [a jogada do Neymar]. Infelizmente ele estava contra a gente. O José Henrique foi muito mal e prejudicou o Corinthians".

O Corinthians volta a jogar na quinta-feira contra o Botafogo de Ribeirão Preto, no Estádio do Pacaembu. No mesmo dia, o Santos vai até Jundiaí para enfrentar o Paulista.