Paulista 0 x 1 Ponte Preta - Macaca vence e segue perto do G4

por Agência Futebol Interior

Jundiaí, SP, 17 (AFI) – A Ponte Preta se recuperou rápido da derrota sofrida pelo Sertãozinho, em casa, e venceu o Paulista, por 1 a 0, nesta quarta-feira, no Estádio Jayme Cintra, pela nona rodada do Campeonato Paulista. Cerca de 400 torcedores da Macaca viajaram até Jundiaí para apoiar o time.

Confira:
Dupla San-São encerra a nona rodada do Paulistão na quinta-feira

Com mais uma derrota, o Galo do Japi segue com oito pontos, na 16ª colocação e pode entrar na zona de rebaixamento no complemento da rodada. Já a Macaca segue muito perto do G4 e está na quinta colocação, com 17 pontos.

Muita movimentação e Macaca na frente
O jogo começou movimentado e a primeira grande chance foi do Paulista em chute de fora da área de Barboza. A bola ganhou velocidade com a grama molhada e acertou a cara de Eduardo Martini, que tentou encaixá-la. Na sequência, Baiano cobrou falta direta e o goleiro pontepretano aliviou com um soco.

Mas quem abriu o placar foi a Macaca e em uma bola parada. O meia Fabiano Gadelha cobrou escanteio pela esquerda, a bola fez uma curva e quando entraria no gol, o volante Deda desviou de cabeça e fez seu primeiro gol com a camisa alvinegra. Dez minutos depois, Baiano cobrou falta com força, mas Eduardo Martini estava bem posicionado e fez a defesa em dois tempos.

Na sequência, a melhor oportunidade do Paulista. Contra-ataque puxado por Max, a bola sobrou para Emerson, que driblou o volante Deda e soltou a bomba de fora da área, mas acabou acertando o travessão do time alvinegro. A última grande chance do primeiro tempo foi da Macaca. Gadelha avançou com velocidade, deixou um marcador para trás e bateu forte, para grande defesa de Felipe Alves, que espalmou para escanteio.

Galo esbarra em Martini!
A Macaca criou a primeira oportunidade do segundo tempo. Manteiga deu grande passe para o Finazzi, que driblou o zagueiro, mas pegou mal e chutou nas mãos de Felipe Alves. Na sequência, Baiano invadiu a área e bateu forte na rede pelo lado de fora.

Eduardo Martini salvou novamente a Ponte Preta aos dez minutos. Max driblou o zagueiro Renan e bateu em cima do goleiro adversário. O Galo do Japi partiu para cima em busca de gol de empate, enquanto o time campineiro assustava nos contra-ataques. Aos 26 minutos, Barboza aproveitou rebote e bateu rasteiro, para outra grande defesa de Martini.

A Macaca voltou a pressionar aos 30 minutos. Fabiano Gadelha cobrou falta com força e Felipe Alves espalmou para fora da área. O Galo do Japi teve maior posse de bola, mas não conseguia concluir em gol, enquanto o time alvinegro errava muitos passes e perdia oportunidades de contra-ataque.

Quase que a Ponte fez o segundo aos 42 minutos. Daniel Costa lançou para Marcelo Soares, que dominou bem e chutou em cima do goleiro adversário, perdendo grande chance. Quase que o atacante fez novamente. Soares recebeu passe de Gadelha, bateu colocado e Felipe Alves fez grande defesa mandando para escanteio.

Próximos jogos
Os dois times voltam a campo neste sábado, pela décima rodada do Campeonato Paulista. O Paulista terá pela frente a Portuguesa, fora de casa, às 17 horas. Já a Ponte Preta recebe o Oeste, às 19h30.

Ficha Técnica

Paulista 0 x 1 Ponte Preta

Local: Estádio Jayme Cintra, em Jundiaí-SP.
Árbitro: Paulo César de Oliveira
Público: 1.037 pagantes
Renda: R$ 25.515,00
Cartões Amarelos: Carlão e Rai (Paulista); Galiardo, Eduardo Martini e Renan (Ponte Preta)
Gols: Deda aos 22’/1T (Ponte Preta)

Paulista
Felipe Alves; Cléber (Carlão), Eli Sabiá, Márcio Santos e Willian Rocha; Baiano, Rai, Fabrizzyo e Barboza (Peri); Emerson (Marquinhos) e Max.
Técnico: Araão Alves.

Ponte Preta
Eduardo Martini; Galiardo, Renan, Léo Oliveira e Vicente; Deda, Danilo Portugal (Manteiga), Tinga (Pirão) e Fabiano Gadelha; Marcelo Soares e Finazzi (Daniel Costa).
Técnico: Sérgio Guedes.