Segundona: São José busca vitória inédita no Abreuzão diante do Marília

Até aqui, foram doze confrontos entre eles no Abreuzão, com dez vitórias maqueanas e dois empates

por Luiz Carlos Éden

Sorocaba, SP, 04 (AFI) - Valendo vaga na semifinal, Marília e São José se enfrentam na noite desta sexta-feira (04), a partir das 20 horas, no estádio Bento de Abreu Sampaio Vidal, o Abreuzão, na cidade de Marilia, valendo jogo de volta das quartas de final do Campeonato Paulista da Segunda Divisão.

No jogo de ida, eles empataram por 2 a 2, no estádio Martins Pereira, na cidade de São José dos Campos, no Vale do Paraíba. Com esse resultado, o MAC, que tem a vantagem de jogar por dois resultados iguais, jogará por um simples empate para avançar, enquanto que para a equipe do Vale do Paraíba só a vitória interessa.

São José busca vitória inédita no Abreuzão diante do Marília  (Foto: Vitor Vilas Boas / Divulgação São José)
São José busca vitória inédita no Abreuzão diante do Marília (Foto: Vitor Vilas Boas / Divulgação São José)
Para conquistar seu objetivo, a Águia do Vale entra em campo atrás de uma vitória inédita, pois jamais venceu o Marília como visitante. Até aqui, foram doze confrontos entre eles no Abreuzão, com dez vitórias maqueanas e dois empates.

No ultimo encontro entre as duas equipes no estádio Abreuzão, com gols de Leandro Costa (3), Gilberto (2) e Deca, o MAC venceu o rival joseense pelo placar de 6 a 0, partida valida pela 16ª rodada da Série A2 de 2014, ano em que o Tigre conquistou acesso à elite do futebol paulista, enquanto que o São José foi rebaixado à Série A3, a terceira divisão do estadual.

RETROSPECTO FAVORÁVEL
Ao longo da história, Marília e São José se enfrentaram 22 vezes por competições oficiais. O MAC leva ampla vantagem no retrospecto. São doze vitórias do Tigre, contra apenas três da Águia do Vale e mais sete empates. O Marília assinalou 35 gols e sofreu 15.

Além do histórico negativo, a Águia do Vale não vence o MAC há 25 anos. A ultima vitória foi, em casa, pelo placar de 2 a 0, no estádio Martins Pereira, jogo da Série A2 do estadual de 1994. De lá pra cá, foram mais sete confrontos, com cinco derrotas e dois empates.