Segundona: Com salários atrasados, Sandro Gomes deixa o comando do Lemense

Com três vitórias e duas derrotas em cinco jogos, o treinador deixa o Lemense na terceira posição do Grupo 2, atrás apenas de Olímpia e Olé Brasil

por Agência Futebol Interior

Leme, SP, 21 (AFI) - Sandro Gomes não é mais o técnico do Lemense. Sem receber há alguns meses, e alegando interferência do presidente do clube, Geraldo, em seu trabalho, o treinador deixou a equipe na última quarta-feira após depois de três vitórias e duas derrotas na Segundona.

Pelos lados de Leme, a informação é que o presidente do clube comprou o Lemense, que pertencia a "João Telê" para que seu filho pudesse jogar. O treinador chegou a chamar o atual presidente de Geraldo "Tele", em alusão às praticas nada honestas do treinador e dono do Guaratinguetá.

Sandro Gomes não é mais o treinador do Lemense
Sandro Gomes não é mais o treinador do Lemense
Para quem não sabe, João Telê pode ser considerado um dos piores treinador do Brasil, já que foi rebaixado no comando do Guaratinguetá à Série A3, depois de uma campanha vexatória, com apenas três pontos conquistado, tendo um pífio aproveitamento de 5% na Série A2.

Sem nenhuma formação ou preparação para exercer a atividade de treinador de futebol, João “Telê” somente é o técnico do Guaratinguetá pois é uma espécie de dono do clube, arcando com todas as despesas da equipe.
 
 
" />