Red Bull 3 x 2 Atlético Araçatuba - É campeão! É campeão!

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 22 (AFI) – O Red Bull é o mais novo campeão do Campeonato Paulista da Segunda Divisão. Jogando no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, onde costuma mandar suas partidas, ele recebeu o Atlético Araçatuba, e graças a uma vitória de virada, por 3 a 2, na manhã deste domingo, ficou com o caneco pela primeira vez em sua história.

Leia mais sobre a decisão da Segundona

No confronto de ida, os dois times empataram por 1 a 1, no Estádio Adhemar de Barros. Como fez melhor campanha, juntando todas as fases anteriores, o Red Bull jogou por outro empate, enquanto o adversário precisava vencer para faturar o campeonato.

O título é inédito para o Red Bull. Após conquistar o acesso, junto com Lemense e Taubaté e Atlético Araçatuba, ficar com a taça foi um marco pela primeira vez em suas histórias.

O Red Bull era mesmo o favorito. Montado por uma multinacional de energéticos, que atua em outras modalidades esportivas, chegou bem perto do acesso no ano passado, na sua estréia dentro do futebol profissional. Agora está perto de seu primeiro título.

Foi quente...
A única chance que o Atlético Araçatuba tinha de ficar com a taça, era ganhar a jogo. Por isso, o time adiantou sua marcação no inicio, e já conseguiu o primeiro resultado. Logo aos 12 minutos, Biro fez um cruzamento, a bola fez uma curva e explodiu no travessão. Em seguida, após levantamento, Josimar fez o pivô e Biro chegou chutando, deslocando o goleiro e abrindo o placar para os visitantes.

Mas parece que apenas um gol já bastava, pois depois disso, o Araçatuba se fechou na defesa e o Red Bull tratou de fazer sua pressão em busca do gol de empate. Aos 20 minutos, A bola foi alçada na área e Leandro apareceu para afastar o perigo para a linha de fundo, evitando que Henrique completasse para o fundo das redes.

A pressão continuava a todo vapor. Aos 24 minutos, Luciano Mandi fez o giro em cima do zagueiro, já dentro da pequena área, bateu, mas a bola foi na rede pelo lado de fora. Aos 29, foi a vez de Zé Maria aproveitar um cruzamento e cabecear forte, tirando tinta da trave direita, quase empatando a partida novamente.

Depois de muito se defender, o Atlético Araçatuba resolveu se arriscar no ataque novamente. Aos 36 minutos, novamente ele, Biro, que estava se tornando o craque da partida, arriscou da intermediária, dando um susto no goleiro Luís Fernando. Em seguida, Alex Rafael cruzou para a área, Eydson ajeitou de cabeça para Cezar, que chegou e só encostou para ela morrer no fundo das redes.

Henry?
Na volta do segundo tempo, os primeiros minutos foram decisivos. Logo no primeiro minuto, Zé Maria recebeu um cruzamento e cabeceou forte, vendo a bola explodir no travessão. Em seguida, o jogador fez uma jogada infantil dentro da área, colocando a mão na bola de propósito, ao estilo Henry, mas o árbitro viu e o atleta acabou expulso.

Mas a má fase durou apenas algum tempo, pois aos cinco minutos, o Red Bull já saiu em vantagem. Cezar fez a jogada pela direita, cruzou e Eydson completou de cabeça, colocando os donos da casa em vantagem novamente. Aos 21, quase que os donos da casa matam a partida de vez, com Jéferson tocando na saída do goleiro e tirando tinta da trave.

Mais gols
No final do jogo, o Atlético foi todo ao ataque em busca de reverter a vantagem, enquanto o Red Bull jogava nos contra-ataques. E a tática deu certo, pois aos 37 minutos, Luciano Mandi saiu na cara do gol, chutando por cima do goleiro. No finalzinho, Leandro saiu na cara de Luiz Fernando, fez o gol, e diminuiu a vantagem.

Ficha Técnica

Red Bull 3 x 2 Atlético Araçatuba

Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas-SP
Público: 1.273 pagantes
Árbitro: José Henrique de Carvalho
Cartões amarelos: Zé Maria, Ricardo Rocha e Leandro (Red Bull); Leandro, Negretti, Franz, Sérgio Manoel e Romarinho (Araçatuba)
Cartões vermelhos: Zé Maria (Red Bull)
Gols: Cezar aos 41’/1T, Eydson aos 5’/2T e Luciano Mandi aos 37’/2T (Red Bull); Biro aos 16’/1T e Leandro aos 42'/2T (Araçatuba)

Red Bull
Luiz Fernando; Henrique (Fabinho), Carlinhos, Ricardo Rocha e Jefferson; Dudu, Alex Rafael (Leandro), Zé Maria e Luciano Mandi; Eydson (Guaranésia) e Cezar.
Técnico: Jair Picerni

Atlético Araçatuba
Gabas; Leandro, Josimar, Negretti e Jeffinho (Miller); Franz, Everton (Tatá), Sérgio Manoel e Biro; Romarinho (Sidney) e Jackson.
Técnico: China

 
 
" />