Goleiro do Paraná diz que árbitro estava cansado e pediu "para segurar a bola"

Paraná foi derrotado pelo Náutico e se manteve na zona de rebaixamento da Série B

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 09 (AFI) - O goleiro Renan, com passagens por Internacional, Valencia, Goiás, Ceará, entre outros, hoje, briga contra o rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro com a camisa do Paraná. Após a derrota para o Náutico, por 2 a 1, ele deu uma declaração, no mínimo, inusitada sobre o árbitro Alisson Furtado, do Tocantins.

Renan revelou pedido inusitado do árbitro. (Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás)
Renan revelou pedido inusitado do árbitro. (Foto: Rosiron Rodrigues/Goiás)
"Pior sentimento possível. O coletivo está sempre por cima da atuação individual, assim como a individual do árbitro. Nunca vi um árbitro pedir para segurar a bola porque estava cansado. Mas, beleza. A gente está em uma situação por nossos erros. Mais uma vez pecamos muito. Ter essa sensação de dor, tem que doer mesmo, e lutar até o fim", disse o goleiro.

A derrota para o Náutico poderia ser maior. Afinal, Renan defendeu dois pênaltis: um de Kieza e outro de Jean Carlos.

O resultado tirou o Náutico da degola e deixou o Paraná no 18º lugar com 33 pontos, a quatro do primeiro fora da zona do descenso. O Tricolor voltará a campo na terça-feira, às 19h15, quando receberá o CSA em Curitiba, pela 34ª rodada.