Paranaense: Paraná acerta saída de Matheus Costa e inicia conversa com Wagner Lopes

A diretoria tricolor acredita que seja necessário um profissional mais experiente para comandar o clube na elite do Brasileirão

por Agência Futebol Interior

Curitiba, PR, 05 (AFI) - Em 2018, o Paraná vai voltar a disputar a elite do Campeonato Brasileiro depois de dez anos. E, ciente das dificuldades que o clube vai encontrar pela frente, a diretoria quer um treinador experiente. Por isso, anunciou a saída de Matheus Costa e já iniciou conversas para repatriar Wagner Lopes.

A saída do treinador responsável por colocar o Tricolor novamente na elite foi anunciada na tarde desta terça-feira. A diretoria do Paraná chegou a se reunir com Matheus Costa para tentar convencê-lo a seguir como auxiliar na próxima temporada, mas as partes não chegaram a um acordo.

Apesar de ter conquistado o acesso, Matheus Costa não vai permanecer no Paraná em 2018
Apesar de ter conquistado o acesso, Matheus Costa não vai permanecer no Paraná em 2018
"Obrigado, Matheus. Seu nome está gravado na minha história! Nesta terça, Matheus Costa deixou o comando técnico do Tricolor. Pensando no projeto criado para 2018, não chegamos a um acordo e Matheus segue sua carreira de treinador em outro clube", anunciou o Paraná através de uma nota oficial.

Matheus Costa era auxiliar-técnico do clube e assumiu o comando de forma interina depois da polêmica saída de Lisca. Duas semanas depois, foi efetivado no cargo a pedidos dos jogadores. Ao todo, ele esteve a frente do Paraná em 17 jogos, conquistando nove vitórias, três empates e cinco derrotas.

VAI VOLTAR?
Para comandar o Paraná na próxima temporada a prioridade da diretoria é Wagner Lopes, que iniciou 2017 no Tricolor, mas saiu antes do início da Série B após receber uma proposta irrecusável do Albirex Niigata-JAP.

De volta ao Brasil, o treinador já foi procurado por pessoas ligadas ao Paraná e ficou de dar uma resposta, pois também tem propostas de outros clubes japoneses. Aos 48 anos, Wagner Lopes iniciou a carreira no Paulista de Jundiaí, em 2011, e tem passagens por São Bernardo, Botafogo-SP, Criciúma, Atlético-GO, Goiás, Bragantino e Sampaio Corrêa.