Presidente do Palmeiras minimiza provável eliminação no Paulistão: "Não é vexame"

Maurício Galiotte não considera um vexame o Verdão ficar de fora das quartas de final

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 30 (AFI) - Dono de um dos maiores investimentos do futebol brasileiro, o Palmeiras deve ficar de fora das quartas de final do Campeonato Paulista. Mas, para o presidente Maurício Galiotte, isso não é um vexame.

"É uma situação que faz parte do processo a partir do momento em que você opta por esse planejamento. Não tem isso de vexame. Iniciamos o Paulistão no meio da decisão da Copa do Brasil, o clube tem que escolher qual caminho seguir", disse o mandatário ao Globoesporte.com.

Palmeiras deve cair ainda na primeira fase do Paulistão (Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras)
Palmeiras deve cair ainda na primeira fase do Paulistão (Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras)
Por conta do calendário apertado, o técnico Abel Ferreira vem utilizando o Paulistão para dar oportunidade a jogadores reservas e também da base. Mesmo assim, o desempenho está aquém do esperado.

Em nove jogos, o Palmeiras conquistou 12 pontos e aparece na terceira colocação do Grupo C. O líder é o Red Bull Bragantino, com 21, e o Novorizontino está na vice-liderança, com 18.

Faltando três rodadas para o fim da fase classificatória - duas para o Red Bull Bragantino, que tem um jogo a mais -, o Palmeiras não deve conseguir sequer a classificação para as quartas de final do Paulistão.