Técnico do Palmeiras faz uma comparação inusitada sobre futebol sem público

Nesta quinta-feira, a CBF definiu, por sorteio, que o Palmeiras decidirá o título da Copa do Brasil contra o Grêmio em casa

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 14 (AFI) - O português Abel Ferreira já tem um pouco de brasileiro e não só por ter deixado os palmeirenses nas nuvens. O comandante fez uma comparação inusitada e bem brasuca, para não dizer gaúcha, sobre a falta de torcida nos estádios.

"A minha sensação de ter jogos sem público é como comer picanha sem sal. Os torcedores são fundamentais porque jogamos para eles também, mas infelizmente, dentro do contexto é impossível ter torcida", disse ele.

Churrascaria ou futebol? (Foto: Cesar Greco / Palmeiras)
Churrascaria ou futebol? (Foto: Cesar Greco / Palmeiras)
Nesta quinta-feira, a CBF definiu, por sorteio, que o Palmeiras decidirá o título da Copa do Brasil contra o Grêmio em casa. A ida será em Porto Alegre.

"Se tivéssemos torcedores, sim, gostaria de decidir em casa. Agora, para mim, é igual. Os torcedores fazem uma diferença enorme na alavancagem do apoio da equipe", opinou.

NOVAS DATAS!

Os jogos seriam nos dias 3 e 10 de fevereiro, mas a presença do Palmeiras na final da Copa Libertadores contra o Santos, no próximo dia 30, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, fez os duelos passarem para 11 e 17 de fevereiro.