Felipe Melo defende Neymar e diz que gostaria de enfrentar "racista"

Atacante brasileiro teve uma forte discussão com o zagueiro espanhol Álvaro González e chegou a acusá-lo de racista

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 14 (AFI) - Felipe Melo jamais irá mudar. O volante do Palmeiras adora uma confusão e, mesmo quando não está na "treta", vai atrás. Ele defendeu Neymar no "caso racismo" no Campeonato Francês e ainda ameaçou o espanhol Álvaro Gonzáles, do Olympique de Marselha.

"Fez bem, pena eu não jogar contra esse racista de merda!!", escreveu Felipe Melo em resposta ao comentário de Neymar no twitter:

"Único arrependimento que tenho é por não ter dado na cara desse babaca".

Pitbull em ação. (Foto: Cesar Greco / Palmeiras)
Pitbull em ação. (Foto: Cesar Greco / Palmeiras)
O CASO!

O atacante brasileiro teve uma forte discussão com o zagueiro espanhol Álvaro González e chegou a acusá-lo de racista. Ainda no primeiro tempo, Neymar foi até o quarto árbitro para dizer "racismo não!", se referindo a González, embora não seja possível saber se ele havia sido o alvo da ofensa ou outro jogador do PSG.

González disse ter sido alvo de uma cusparada de Di María, que afirmou ter sido ofendido pelo espanhol. O zagueiro negou que havia sido racista e pediu que o VAR fosse utilizado - o árbitro Jêrome Brissard não puniu ninguém.

No fim do jogo, o árbitro Jêrome Brissard viu Neymar dar um tapa na cabeça de González e também o expulsou. O brasileiro saiu de campo muito nervoso e dizendo que o espanhol era racista e o teria chamado de "macaco".