Atacante do Palmeiras comemora vitória no clássico: 'Para nos dar moral'

Desta vez o time se impôs e somou um ótimo 2 a 0 em Itaquera, para alegria do jovem Gabriel Veron, autor do segundo gol

por Agência Estado

São Paulo, SP, 10 - Após cinco jogos no ano, o Palmeiras finalmente comemorou uma vitória no tempo normal sobre o Corinthians. Apesar de ter conquistado o Estadual em cima do arquirrival, a taça só veio após dois empates e pênaltis. Desta vez o time se impôs e somou um ótimo 2 a 0 em Itaquera, para alegria do jovem Gabriel Veron, autor do segundo gol.

O garoto, que já havia marcado na partida anterior após voltar de lesão, precisou de somente quatro minutos em campo para deixar sua marca e praticamente selar a vitória, já que com dois gols de vantagem e um jogador a mais, dificilmente o Palmeiras deixaria o triunfo escapar.

"É muito importante a vitória num clássico e sabíamos do tamanho de um Palmeiras x Corinthians", afirmou Veron. "Vitória importante para nos dar confiança no campeonato". E haja confiança. O Palmeiras quebra o jejum de dois anos sem vitórias diante do maior rival e mantém a invencibilidade no Brasileirão - único que não perdeu ainda.

Atacante do Palmeiras comemora vitória no clássico: 'Para nos dar moral'
Atacante do Palmeiras comemora vitória no clássico: 'Para nos dar moral'
De quebra, vê seu jovem talentoso voltar com tudo. Gabriel Veron completou 18 anos e não vem decepcionando: fez gol no Red Bull Bragantino e no Corinthians. Mostrou estrela e pode ganhar chance entre os titulares, já que o artilheiro Luiz Adriano sentiu lesão na coxa esquerda e deve ser desfalque boa próximos jogos.

"Os jovens estão entrando. O Veron é um bom jogador, que tem um potencial fantástico. Mas ele não é um salvador da pátria, não é um jogador que temos de colocar toda a responsabilidade nele. Ele tem tudo para acontecer, mas é muito novo", afirmou Vanderlei Luxemburgo, evitando levantar demais a bola de sua jovem estrela também para não criar uma pressão desnecessária no menino.

MANDARAM BEM
O técnico gostou da apresentação de sua equipe no clássico, festejou a boa apresentação de Lucas Lima e reclamou das críticas que vêm desde o Paulistão, para ele, "exageradas".

"Nós tivemos sempre o controle do jogo, em momento algum eu vi o Palmeiras ameaçado", disse. "Entendemos bem o que o Corinthians ia fazer, conseguimos detectar, não mudaram o desenho e conseguimos encaixar nosso time em cima do time deles," seguiu o treinador, que mostrou satisfação por "encontrar" o espaço correto para utilizar o meia Lucas Lima. " Ele agora consegue ter a primeira bola, a segunda, terceira, pensar..."

O técnico aproveitou para desabafar contra as críticas exageradas sobre seu trabalho e do time desde o Paulistão. "Se for parar para pensar, tem muita coisa boa aí no trabalho".