Já classificado, Palmeiras recebe Água Santa para se recuperar antes do mata-mata

O Verdão vem de derrota por 1 a 0 para o rival Corinthians e não quer entrar em crise antes da fase decisiva do Paulistão

por Agência Estado

São Paulo, SP, 26 (AFI) - Terminar como melhor time do grupo e se recuperar da derrota para o Corinthians são as missões do Palmeiras para o jogo deste domingo, às 16 horas, contra o Água Santa, no Allianz Parque. A equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo já está classificada para as quartas de final do Campeonato Paulista, mas precisa de uma vitória para recuperar o moral após um reinício negativo de temporada.

Apesar do treinador ter gostado da atuação do time no dérbi de quarta-feira, a torcida ficou insatisfeita. A sede social do Palmeiras foi até alvo de vandalismo na madrugada de quinta. "Nós estamos no caminho certo. A derrota dói, a rivalidade é grande, mas o torcedor pode ter certeza de que estamos no caminho certo", afirmou Luxemburgo depois do jogo na Arena Corinthians.

O time criou boas chances na última partida e foi contido principalmente pela boa atuação do goleiro Cássio. O treinador gostou principalmente das participações de alguns dos jogadores acionados para o segundo tempo, casos de Gabriel Menino e Raphael Veiga.

O resultado negativo mostrou a dificuldade do Palmeiras em recuperar a saída do atacante Dudu, negociado com o Al-Duhail, do Catar. O principal destaque da equipe nos últimos anos foi substituído no time por Rony, que deve continuar como titular. A tendência é o meia Lucas Lima ser a grande mudança da equipe, ao assumir o lugar de Zé Rafael. Com um corte na cabeça, o lateral-esquerdo Viña dará lugar a Diogo Barbosa.

A vitória pode valer ao Palmeiras a vantagem de jogar as quartas de final dentro do Allianz Parque diante do Santo André. Para isso, é preciso vencer o Água Santa e a equipe do ABC não derrotar o Ituano em partida no Canindé, no mesmo horário. Caso essa combinação não se confirme, o confronto em partida única no meio de semana será com mando do próprio Santo André.

O Palmeiras sonha também em terminar a primeira fase como líder geral na pontuação para ter a vantagem de decidir como mandante os confrontos restantes. Mas para isso se concretizar, além de torcer por pelo menos um empate do Santo André, é necessário vencer e esperar que o Red Bull Bragantino no máximo empate contra o Botafogo, em Osasco.

Adversário do Palmeiras, o Água Santa vive situação curiosa na última rodada do Campeonato Paulista. A equipe de Toninho Cecílio briga contra o rebaixamento, mas está na zona de classificação para as quartas de final. Isso acontece porque as três piores campanhas do torneio são de times do Grupo A: a equipe de Diadema está com 11 pontos, contra os dez de Ponte Preta e Oeste.

Esse contexto deixa o jogo contra o Palmeiras ainda mais importante. "O Palmeiras é um time mais encorpado tecnicamente, com um elenco mais vasto e de qualidade. Vai nos proporcionar uma dificuldade enorme. Eu, como comandante, preciso ter inteligência e calma para encontrar a melhor forma de jogar no Allianz", explicou o técnico Toninho Cecílio.

O treinador não deu pistas da escalação que deve mandar a campo, a tendência é que não haja grandes alterações em relação ao time que empatou por 0 a 0 com o Mirassol na última quinta-feira.