Palmeiras coroava campanha histórica com título paulista há 24 anos

Foram 102 gols na competição; equipe alviverde venceu o Santos por 2 a 0 e garantiu, com antecedência, o título

por Federação Paulista (FPF)

São Paulo, SP, 02 (AFI) - Títulos e equipes com qualidade técnica memorável são marcas do Campeonato Paulista. Em 1996, não foi diferente: o Palmeiras teve um desempenho histórico e ficou com o título antecipado, após vitória sobre o Santos por 2 a 0, com gols de Luizão e Cléber.

Naquela época, o campeonato era dividido em dois turnos, com o campeão de cada um se enfrentando para decidir quem ficaria com a taça. Mas não foi preciso fazer isso, já que a equipe alviverde conseguiu ficar na liderança em ambos. Na primeira etapa do torneio, o Palmeiras terminou em primeiro, com 43 pontos de 45 possíveis.

No returno, não foi diferente: a equipe de Luxemburgo dominou os adversários, ficando na ponta da tabela desde o começo. Como já havia vencido o primeiro, o quadrangular final não precisou ser feito e, com uma rodada de antecedência, o Palmeiras já poderia garantir o título, o 21º da sua história.

Palmeiras coroava campanha histórica com título paulista há 24 anos
Palmeiras coroava campanha histórica com título paulista há 24 anos
O JOGO
Naquele 2 de junho de 1996, bastava um empate palmeirense diante do Santos para que a equipe conseguisse consagrar com a taça uma campanha histórica. Porém, a equipe, que já havia vencido seis dos sete clássicos e goleado o Santos por 6 a 0 no primeiro turno, não jogou sem buscar a vitória.

Desde o início da partida, pressionou o adversário, criando chances e se aproveitando de erros na defesa rival. Aos seis minutos, veio o primeiro gol, o centésimo daquela campanha: Rivaldo recebeu bola enfiada e chutou na entrada da área, Edinho defendeu e, no rebote, Luizão mandou para o fundo das redes. A equipe visitante se mostrava sem reação e, no primeiro tempo, não levou perigo ao gol de Velloso.

No segundo tempo, as posturas se mantiveram as mesmas. O Santos não conseguia criar chances para chegar ao empate, enquanto o Palmeiras criava. Aos 25 minutos, a situação ficou mais difícil para a equipe alvinegra, já que o goleiro Edinho foi expulso. Oito minutos mais tarde, em bola cruzada na área, Cléber dominou e chutou, ampliando o marcador.

CAMPANHA HISTÓRICA
A equipe de Vanderlei Luxemburgo entrou para a história do clube e da competição. Ao todo, foram 27 vitórias, dois empates (União São João) e apenas uma derrota, para o Guarani, no segundo turno -com isso, teve um aproveitamento de 92,2%. Somando os dois turnos, a equipe fez 83 pontos, contra 55 do São Paulo, vice-campeão.

Esse elenco ficou conhecido como “Ataque dos 100 gols”, devido a sua eficiência ofensiva. Nos 30 jogos, foram marcados 102 gols e apenas 19 sofridos -foi um elenco conhecido por suas goleadas; no estadual, foram 13. Luizão foi o artilheiro do time, com 22 gols, seguido por Rivaldo, com 18, Muller, com 15 e Djalminha, com 14. Só em dois jogos que a equipe não visitou as redes (na derrota por 1 a 0 para o Guarani e para o empate por 0 a 0 com o União São João).

FICHA TÉCNICA
Palmeiras 2 x 0 Santos - Campeonato Paulista - Segundo Turno

Data: 02 de junho 1996
Local: Parque Antárctica, em São Paulo;
Árbitro: Oscar Ruiz (COL);
Renda: R$ 302.115,00;
Público: 27.000;
Cartões Amarelos: Galeano, Amaral, Djalminha, Luizão, Júnior (Palmeiras); Narciso, Baiano, Giovanni, Gallo e Macedo (Santos);
Cartão vermelho: Edinho (Santos);
Gols: Luizão e Cléber (Palmeiras);

Palmeiras
Velloso;
Cafu, Sandro Blum, Cléber (Cláudio) e Júnior (Elivélton);
Galeano, Amaral (Marquinhos), Rivaldo e Djalminha;
Müller e Luizão.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Santos
Edinho;
Cláudio, Sandro, Narciso e Marcos Adriano;
Gallo, Baiano, Robert (Camanducaia) e Giovanni;
Macedo (Nando) e Jamelli.
Técnico: Orlando.

Letícia Denadai, Especial para a FPF