Palmeiras avalia plano B para Sampaoli e descarta treinador com estilo pragmático

Trabalho do argentino no comando do Santos em 2019 chamou atenção pela proposta ofensiva

por Agência Estado

São Paulo, SP, 12 - A procura do Palmeiras por um novo técnico para 2020 não está restrita à negociação com Jorge Sampaoli.

Com a possibilidade do desfecho não ser positivo, o clube avalia possíveis alternativas de treinadores tanto dentro quanto fora do Brasil e tem uma única objeção. A diretoria descarta trazer um profissional com estilo de jogo defensivo e pragmático.

Inclusive essa proposta já norteou a investida por Sampaoli. O trabalho do argentino no comando do Santos em 2019 chamou a atenção pela proposta ofensiva e variações táticas aplicadas de acordo com o adversário.

PERFIL

O Palmeiras quer adotar estilo similar na equipe na próxima temporada, por entender que o time nesta temporada apresentou uma estratégia excessivamente defensiva.

Palmeiras procura perfil oposto ao de Sampaoli - César Greco / Ag. Palmeiras
Palmeiras procura perfil oposto ao de Sampaoli
Como Sampaoli apresentou uma pedida salarial de R$ 2 milhões para ser distribuída entre o treinador e mais cinco auxiliares, o Palmeiras começou a avaliar possíveis alternativas.

Ainda não foi definido nenhum nome, mas, caso a negociação com o argentino não avance, a escolha será por um treinador que possa se encaixar no estilo de trabalho que a diretoria pretende implementar no clube.

A busca por um possível treinador não ficará restrita ao mercado brasileiro. Existe a possibilidade de algum profissional ser buscado no exterior.

A partir desta quarta-feira o clube passou a contar com o novo diretor de futebol, Anderson Barros, e conta com o trabalho dele para tentar definir o quanto antes quem será o comandante do time.

PRA FRENTE

A cúpula alviverde tem a certeza de que é necessário aplicar em 2020 um estilo mais ofensivo e agradável para o torcedor, assim como aproveitar mais a base.

O time experimentou algumas mudanças na proposta de jogo nas duas partidas finais da temporada, quando foi dirigido pelo auxiliar técnico Andrey Lopes. O Palmeiras abriu mão de centroavante fixo e escalou Dudu como o único atacante.