Luto! Ex-Palmeiras, "homem do gol aos 9 segundos" morre em São Paulo

Ele defendeu o Verdão por oito temporadas, de 1961 a 1968, e participou de momentos importantes do clube.

por Agência Futebol Interior

Campinas, SP, 02 (AFI) - Morreu na madrugada desta sexta-feira, em São Paulo, aos 79 anos, o ex-jogador do Palmeiras, Gildo Cunha do Nascimento, vítima de uma insuficiência pulmonar. Ele estava internado há dez dias, sendo os últimos dez na UTI. Gildo ficou conhecido por marcar o gol mais rápido da história do Verdão.

O Palmeiras emitiu uma nota oficial lamentando a perde do "eterno ponta-direita" e informou que o velório será realizado nesta sexta-feira, às 15h, no Cemitério São Pedro, em São Paulo.

VIDA E CARREIRA

Nascido no interior de Pernambuco, em Ribeirão, Gildo foi revelado pelo Santa Cruz e acumulou passagens por Athletico-PR e Flamengo. Ele também despertou interesse no Santos, em 1967, mas recusou a proposta para seguir no Palmeiras.

Gildo segurando a matéria do extinto jornal Notícias Populares
Gildo segurando a matéria do extinto jornal Notícias Populares

Ele defendeu o Verdão por oito temporadas, de 1961 a 1968, e participou de momentos importantes do clube.

GOL MAIS RÁPIDO DA HISTÓRIA DO PALMEIRAS

Em 1965, no jogo contra o Vasco, Gildo abriu o placar logo aos nove segundos, marcando o gol mais rápido da história do Palmeiras e também do Maracanã.

A partida terminou com vitória alviverde por 4 a 1.

Na época, claro, foi destaque nos jornais, como no extinto Notícias Populares, que trouxe a manchete "Gildo: O homem do gol aos 9 segundos".

OUTROS MOMENTOS MARCANTES

O camisa 7 também foi responsável pelo primeiro gol do Palmeiras em uma Libertadores, em 1961, contra o Independiente-ARG.

Ele também estava no Palmeiras quando o time foi convidado para representar a seleção brasileira, em 1965.

TÍTULOS

Entre os títulos conquistados, estão: Campeonato Paulista em 1963 e 1966; Torneio Rio-São Paulo em 1965; Campeonato Brasileiro em 1967 (Torneio Roberto Gomes Pedrosa) e 1967 (Taça Brasil).

Gildo com a faixa de campeão paulista em 1963
Gildo com a faixa de campeão paulista em 1963