Goleiro do Palmeiras comemora boa atuação contra ex-clube

Weverton também destacou o fato do Verdão não sofrer gols em mais uma partida

por Agência Estado

São Paulo, SP, 08 - O goleiro Weverton comemorou a boa atuação e a manutenção da invencibilidade do Palmeiras no Campeonato Brasileiro na vitória por 1 a 0 sobre o Athletico-PR, neste sábado, no Allianz Parque, pela oitava rodada.

No primeiro tempo, dois chutes do atacante Nikão exigiram a intervenção precisa de Weverton, pois tinham como endereço a rede do Palmeiras. O clube tem a melhor defesa da competição. Sofreu apenas dois gols em nove partidas.

"Foi o jogo que mais fiz defesas. Ser goleiro do Palmeiras é ser goleiro de uma bola. As vezes é uma bola que chega e você precisa defender, porque é a bola do jogo. Fico feliz em poder ajudar. Vai trazendo confiança, carinho e respeito do torcedor. A gente sabe o quanto é difícil a concorrência aqui", disse Weverton.

O goleiro Weverton fez uma boa partida com a camisa do Palmeiras contra o Athletico-PR
O goleiro Weverton fez uma boa partida com a camisa do Palmeiras contra o Athletico-PR
LANCE POLÊMICO
O goleiro esteve envolvido na atuação do VAR no final do primeiro tempo, quando o árbitro Rodrigo D'alonso expulsou o atacante Nikão, por ter acertado com o pé direito o rosto de Weverton em uma disputa de bola.

D'alonso foi chamado para analisar o lance no monitor na lateral do gramado. Após revisar a imagem por diversos ângulos, retirou o vermelho de Nikão, e aplicou apenas o cartão amarelo.

"Senti uma batida forte no rosto, um pé na minha cara. Mas é um lance interpretativo. Conhecendo o Nikão como conheço, jamais ele iria com maldade para me machucar. O árbitro analisou com calma e fez aquilo que era certo naquele momento", disse Weverton.

QUE MOMENTO
Mesmo sem atuar com a sua dupla de zaga titular (Gustavo Gómez está na seleção do Paraguai, e Luan, lesionado), o Palmeiras chegou a marca de nove jogos sem sofrer gols no Allianz Parque. A última vez em que foi vazado em seu estádio foi na vitória sobre o Ituano por 3 a 2, em fevereiro, pelo Campeonato Paulista.

"A entrega que estamos tendo dentro de campo está fazendo a diferença. Não apenas na defesa. O Deyverson deu um carrinho no campo de defesa aos 49 minutos do segundo tempo. Isso é a entrega de todos os jogadores", comemorou o zagueiro Antônio Carlos.