Felipão dispara contra TJD e auxiliares após ter cogitado tirar time de campo

O treinador reclamou muito do gol anulado do Verdão, marcado por Deyverson

por Agência Estado

São Paulo, SP, 07 - O técnico Luiz Felipe Scolari confirmou que pensou em tirar o time do Palmeiras de campo após o gol de Deyverson, aos 32 minutos do segundo tempo, ser anulado pelo árbitro de vídeo. Nas imagens, é possível ver que o pé do atacante palmeirense está centímetros à frente do são-paulino Hudson.

"Teve sim (a possibilidade de tirar o time de campo). Sentar com os jogadores para conversarmos. O lance que foi mostrado para todo mundo? Que tinha um pé (em impedimento). Muito bem. E o pênalti lá? Tinha o que?", questionou o treinador, referindo-se ao pênalti sobre Dudu no primeiro jogo da semifinal no Morumbi, marcado pelo juiz de campo e anulado pelo árbitro de vídeo.

Felipão ainda disparou críticas ao Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) da Federação Paulista, classificando como uma farsa a punição de quatro jogos imposta ao meio-campo Moisés, após uma confusão no clássico contra o Santos, ainda pela primeira fase. O clube conseguiu um efeito suspensivo no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

"E o julgamento do Moisés? A farsa que foi o julgamento. Vocês sabem como foi? Já pesquisaram? Quem estava envolvido? Como foi o voto pelos quatro jogos? É uma vergonha", disparou.

Felipão criticou a arbitragem
Felipão criticou a arbitragem
CRÍTICAS
Para completar, o treinador criticou Antonio Assunção Olim, presidente do TJD-SP, que no final do mês passado disse que enviaria um lenço ao Palmeiras, para que o clube parasse de reclamar do órgão e das decisões da Federação Paulista de Futebol.

"É isso, não adianta a gente ficar reclamando aqui porque a gente vai receber lenços do dirigente lá. Não tem que mandar lenços. Tem que mandar o que é correto, como o pênalti do primeiro jogo", reclamou.

Por fim, o treinador disparou contra os auxiliares de campo: "Também não sei por que precisa mais de bandeira hoje em dia. Não precisa mais. Bandeira para fazer o que? Bandeira levanta (o instrumento) e depois de 44 minutos vão dizer que não foi gol. Não adianta nada".