Sem espaço no Palmeiras, goleiro é negociado com a Roma e pode substituir Allison

Com o contrato no fim, o Palmeiras faturou 500 mil euros pela liberação antecipada de Daniel Fuzato

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 07 (AFI) - Sem espaço no Palmeiras, já que concorria com os experientes arqueiros Jailson, Fernando Prass e Weverton, o goleiro Daniel Fuzato está de malas prontas para ir defender a Roma, da Itália. Faltam apenas os exames médicos para o brasileiro ser oficializado pelo time italiano. Pela negociação, o time paulista vai receber 500 mil euros, ou seja, R$ 2,2 milhões e o contrato será de quatro anos.

Com contrato até apenas o final desse ano com o Palmeiras, o goleiro já estava livre para assinar um pré-contrato com qualquer clube. Após uma reunião há cerca de um mês, Fuzato afirmou que não queria permanecer no clube na próxima temporada, em busca de um novo desafio na carreira e não houve um acordo de renovação. Desde então ele passou a treinar separado do elenco, em horários alternativos no CT do Palmeiras.

Sem espaço no Palmeiras, goleiro é negociado com a Roma e pode substituir Allison
Sem espaço no Palmeiras, goleiro é negociado com a Roma e pode substituir Allison

O jovem atleta, de 22 anos, vinha treinando com os profissionais, desde o inicio do ano quando foi promovido para o elenco profissional. Além de receber 500 mil euros, o Palmeiras manterá 20% dos direitos econômicos do goleiro para uma eventual futura negociação.

Fuzato é cria da base palmeirense, estava no clube desde os 12 anos e subiu ao time profissional no começo desta temporada. Passou por todas as categorias de base e se destacou na campanha vitoriosa do Campeonato Paulista Sub-20 em 2017. Não chegou a jogar pela equipe principal.

NA ROMA
Na Roma, Fuzato não chega para ser titular. O dono da posição é o também brasileiro Alisson, que estava na Rússia com a seleção brasileira. No entanto, Alisson tem sondagens de grandes clubes europeus, como o Real Madrid, e pode sair. O italiano Antonio Mirante também foi contratado para a posição. Outros brasileiros que defenderem as cores da Roma foram Júlio César e Doni.

 
 
" />