Roger valoriza pausa da Copa e reconhece necessidade de ajustes no Palmeiras

O treinador desconversou sobre a confusão generalizada no final do jogo contra o Flamengo, após desentendimento entre Dudu e Cuéllar

por Agência Estado

São Paulo, SP, 14 - O técnico Roger Machado fez uma boa avaliação da atuação do Palmeiras no empate com o Flamengo por 1 a 1, nesta quarta-feira, no estádio Allianz Parque, em São Paulo. Para ele, o duelo foi de alto nível e a partida do returno medirá as forças de duas equipes que brigam pelo título do Campeonato Brasileiro.

"Foi um grande jogo, um clássico de duas equipes que brigam pelo título, o Palmeiras vindo em uma reação de sete pontos em três jogos. Era importante vencer hoje (quarta-feira), mas sabíamos da dificuldade. Foi um jogo franco, bonito", analisou.

"Gostei muito do desempenho, nem tanto pelo resultado. Pelas oportunidades que criamos, a gente poderia ter vencido. O confronto vai ter novamente, no segundo turno e vamos poder medir forças".

Roger valoriza pausa da Copa e reconhece necessidade de ajustes no Palmeiras
Roger valoriza pausa da Copa e reconhece necessidade de ajustes no Palmeiras
ACHOU NORMAL?
O treinador desconversou sobre a confusão generalizada no final do jogo, após desentendimento entre Dudu e Cuéllar. Seis foram expulsos após o empurra-empurra.

"Na confusão a iniciativa foi só de separar para não estragar o espetáculo, que foi de grande nível. Não acho que foi descontrole. O árbitro conseguiu visualizar quem se envolveu e excluiu do jogo".

TÁ DIFÍCIL
Roger Machado reconheceu que o Palmeiras passa por uma fase instável, mas demonstrou otimismo para a sequência da temporada. O calendário para nesta quinta-feira e só volta no dia 18 de julho, após o Mundial da Rússia.

"Os momentos de instabilidade vão existir sempre. Um mês é de um time, no outro um ascende, outro diminui o ritmo. É natural em ano longo. Há o que corrigir, sem dúvida, precisamos do equilíbrio, mas acho que estamos fazendo grandes jogos e em alguns momentos perdemos o controle do jogo, não emocional".

ALÍVIO
O técnico valorizou a parada para a Copa do Mundo e disse que fará ajustes no time alviverde.

"A parada vai ser propícia para ter um ganho de parte tática, técnica e física. A parada serve para tudo. Reavaliar em todos os aspectos, todos os atletas".

Após a paralisação, o Palmeiras pega de cara o Santos no estádio do Pacaembu, em São Paulo, no dia 19 de julho, uma quinta-feira.

 
 
" />