Roger prepara testes no Palmeiras e quer avaliar Guerra e atacante que estava no Londrina

Após bom 2018 pelo time paranaense, Artur tem agradado o técnico nos treinamentos e deve ser aproveitado em breve

por Agência Estado

São Paulo, SP, 14 - A classificação encaminhada do Palmeiras para as quartas de final do Campeonato Paulista e a boa campanha da equipe no início da temporada já fazem o técnico Roger Machado analisar a possibilidade de realizar testes entre os titulares. Entre os jogadores pouco utilizados que podem ter chances nas próximas rodadas estão o meia Guerra e o atacante Artur, alvo de elogios recentes do treinador.

O Paulistão já chegou à metade da primeira fase com o Palmeiras perto da vaga nas quartas de final. O time deve confirmar a passagem de fase nas próximas rodadas, quando a competição vai começar a coincidir com a Copa Libertadores, abrindo possibilidade para testes. Guerra e Artur devem ser os primeiros a ganhar oportunidades caso exista espaço para alterações.

Roger deve promover alguns testes no time do Palmeiras
Roger deve promover alguns testes no time do Palmeiras
VERSÁTIL
O venezuelano recebeu elogios de Roger pela possibilidade de atuar como atacante centralizado. Se for acionado nesse papel, Guerra seria o chamado "falso 9" e teria a função de dar mais mobilidade ao setor. Para o técnico, o meia seria importante pela velocidade, deslocamento e abertura de espaços quando o time precisar dessas características.

O treinador considera que esses atributos dão força ao elenco por variar o estilo e serem armas importantes para se mudar o panorama de um jogo. Nesta temporada, Guerra atuou somente duas vezes, ambas como reserva. Porém, tem se destacado nos treinos e teve boa atuação no jogo-treino da última semana contra o São Bernardo, na Academia de Futebol.

TEM AGRADADO...
Artur também está na lista de jogadores que tem agradado a Roger. O atacante de 19 anos voltou ao Palmeiras após ser emprestado ao Londrina, onde se destacou na disputa do Campeonato Brasileiro da Série B. A velocidade nos dribles e bom chute de perna esquerda colocaram o jogador na relação de revelações da base inscritas no Paulistão. Em breve, ele também pode ganhar chance.

"Temos muitos jogadores de qualidade no elenco, mas todos têm consciência da qualidade do grupo, que pode ficar fora. O Roger vem tentando organizar isso da melhor maneira possível. Todo jogador quer jogar, e alguns ainda não tiveram oportunidade. Nosso grupo entende essas condições", disse o meia Michel Bastos.

 
 
" />