Paulistão: Parceria traz ao Palmeiras tecnologia utilizada pela seleção da Alemanha

Grêmio já usa esse sistema desde 2015. É possível aperfeiçoar a análise da partida e do desempenho dos atletas

por Agência Estado

São Paulo, SP, 09 - A tecnologia e as estatísticas utilizadas pela seleção da Alemanha agora vão fazer parte do cotidiano do Palmeiras. O clube anunciou nesta quinta-feira uma nova parceira para incrementar o departamento de análise de desempenho a partir de programas de computador utilizados pelos atuais campeões da Copa do Mundo desde 2013.

O novo colaborador do clube é a empresa equatoriana Kin Analytics. A partir de uma plataforma de dados obtida em um programa alemão, os analistas fornecem ao clube informações detalhadas sobre cada jogo.

Roger Machado reúne jogadores no treino do Palmeiras (Foto: Fabio Menotti/Ag Palmeiras/Divulgação)
Roger Machado reúne jogadores no treino do Palmeiras (Foto: Fabio Menotti/Ag Palmeiras/Divulgação)
O QUE TEM DE NOVO?
Será possível, por exemplo, determinar se um jogador mantém a bola por mais tempo do que o desejado, se o goleiro tem uma eficiência nas defesas superior à média do campeonato ou se a bola permanece demais em uma região do campo.

A empresa equatoriana se baseia no banco de dados do programa de computador alemão para esmiuçar as informações e fornecer ao clube parâmetros práticos de análise.

O primeiro clube a utilizar o sistema no Brasil foi o Grêmio, onde o técnico Roger Machado conheceu o trabalho e indicou para o Palmeiras. O Atlético Paranaense também já usa o mesmo recurso.

"Nossa função é aliar as partes estatísticas e matemáticas com um sistema de colisão de dados. O objetivo é extrair o máximo possível de inteligência dos dados e aplicá-los no futebol", disse o diretor executivo da Kin Analytics, Andrés Pérez.

NO TRICOLOR GAÚCHO...
O Grêmio utiliza a tecnologia desde 2015. O clube conseguiu detectar minúcias como a necessidade de um determinado jogador ficar menos tempo com a bola nos pés na saída para o jogo com base nos cálculos feitos pela empresa.

A partir da plataforma alemã, os equatorianos criam índices de performance para avaliar atletas. Os dados propiciar à comissão aperfeiçoar o trabalho, com base na criação de treinos para a evolução individual dos jogadores.

A interação entre a empresa equatoriana e a compilação de dados da plataforma alemã também estuda os adversários dos times. No Grêmio, por exemplo, os jogadores recebem um resumo do material dos adversários no tablet, com instruções personalizadas em vídeos sobre os movimentos que poderiam fazer ou as principais jogadas perigosas que deveria marcar.