Keno reencontra vítima do primeiro turno e espera ajudar Palmeiras a seguir vivo

Atacante é o quarto maior goleador da equipe em 2017, com sete gols, e divide com Róger Guedes a vice-artilheira no Brasilierão

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 12 - Keno guarda ótimas lembranças do duelo contra o Bahia pelo primeiro turno do Brasileirão. Na única vez em que esteve com o Palmeiras em Salvador, sua terra natal, o camisa 27 teve participação direta no triunfo do Verdão por 4 a 2, na Fonte Nova, deixando a sua marca em belo chute de fora da área.

Keno chegou ao Palmeiras no início do ano após se destacar pelo Santa Cruz. O veloz atacante se adaptou rapidamente e mostrou em campo, com boas atuações e gols, que o clube alviverde acertou ao contratá-lo. Quarto jogador do elenco com mais jogos na temporada (43), o camisa 27 é o quarto maior goleador da equipe em 2017, com sete tentos, atrás apenas de Róger Guedes (8), Dudu (10) e Willian (15).
Keno espera ajudar o Palmeiras contra o Bahia
Keno espera ajudar o Palmeiras contra o Bahia

No Brasileirão, além do belo gol diante o Bahia, Keno também deixou a sua marca contra Fluminense, Sport e São Paulo. Vice-artilheiro do Verdão na competição, ao lado de Róger Guedes, com quatro tentos, o atacante relembrou a partida contra os baianos pela oitava rodada e já projetou o reencontro na próxima quinta-feira (12), às 21h (de Brasília).

"Foi especial ter enfrentado o Bahia e poder ter marcado um gol aquele dia, principalmente porque tinha muitas pessoas da minha família e amigos lá na Fonte Nova. Amanhã (12), farei de tudo para ter a mesma sorte do primeiro turno e marcar mais um gol pelo Palmeiras”.

Brigando por uma vaga no time titular, Keno ainda tenta marcar seu primeiro gol pelo Verdão no Pacaembu, mas ressalta que o mais importante é a equipe sair com o triunfo. "Já joguei algumas vezes no Pacaembu e gosto muito do estádio. Já fiz gol lá pelo Santa Cruz, mas pelo Palmeiras ainda não, mas não é algo que me preocupa. O que interessa é o time ganhar. Se for com gol meu, ótimo, se não for, o que vale é a vitória”.

Quinto colocado na tabela de classificação, com 43 pontos, o Palmeiras entra na reta final com o pensamento de somar o maior número de pontos possíveis. “Nosso grupo é qualificado. Temos nossos objetivos no Brasileirão e iremos buscá-los até o final”.