Eduardo Baptista prepara ambiente no Palmeiras e promete chances a todos

Técnico afirma que vai observar com justiça o trabalho dos jogadores, para não gerar insatisfação no elenco

por Agência Estado

São Paulo, SP, 12 - Conversas, incentivos e muita observação. Os primeiros dias de Eduardo Baptista no Palmeiras têm sido para conhecer o elenco e tentar transmitir aos jogadores que todos vão ter chance. No momento são 30 atletas no plantel, com a possibilidade de mais reforços chegarem para aumentar a disputa pela titularidade dentro de um time que acaba de ser campeão brasileiro.

O treinador tem a preocupação de não deixar surgir no elenco focos de insatisfação pela falta de oportunidades. Afinal, a base da última temporada está mantida, exceto pela saída de Gabriel Jesus, fora a contratação de sete reforços, cinco deles para o setor de meio-campo: Felipe Melo, Guerra, Hyoran, Raphael Veiga e Michel Bastos, contratação que será apresentada nesta quinta.

Eduardo Baptista promete chance a todos no Palmeiras
Eduardo Baptista promete chance a todos no Palmeiras
"O Eduardo disse para o grupo que como podemos ter uns 80 jogos para fazer no ano, ele vai precisar de todo o grupo. Ele prometeu que todos vão ter oportunidade e pediu para a gente trabalhar", contou Keno, ex-Santa Cruz, uma das novidades do ataque. O treinador contabiliza 80 jogos a serem disputados na projeção otimista de conseguir levar o clube a todos os títulos possíveis em 2017.

JUSTO
O foco de Eduardo Baptista em manter o grupo unido e sem problemas internos por disputas pela titularidade foi revelado na apresentação do treinador. A promessa dele na entrevista coletiva foi de observar com justiça os trabalhos nos treinos e escalar a equipe conforme o rendimento nessas atividades, mesmo que isso signifique colocar no banco de reservas algum nome mais badalado.

No treino de quarta à tarde, assim que o elenco foi trabalhar no gramado pela primeira vez no ano, o treinador tratou de se aproximar de Barrios, possível substituto de Gabriel Jesus. O atacante paraguaio, que tem um salário de R$ 1 milhão e acabou 2016 na reserva, é especulado como um dos possíveis atletas a deixarem o elenco. Os dois conversaram em particular na beira do gramado.

"O professor já falou com a gente, deu as boas-vindas e falou o quanto quer o grupo trabalhando forte", comentou o meia Raphael Veiga, jogador de 21 anos que veio do Coritiba e assinou contrato com o Palmeiras por cinco temporadas.

aaa