Que moral! Técnico chama a atenção da torcida do Palmeiras

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 05 (AFI) – No último dia antes da partida decisiva contra o Atlético-GO pelas quartas-de-final da Copa do Brasil, o Palmeiras treinou no Centro de Treinamento do Goiás sob o olhares de muitos torcedores. Porém, o técnico Antônio Carlos mostrou que tem moral e chamou a atenção de quem começou a vaiar o elenco.

Confira:
Fluminense perto de atacante do Santo André e ex-lateral do Peixe

Após alguns erros de finalização do atacante Paulo Henrique, a torcida esboçou uma vaia e algumas críticas, mas pararam quando o treinador foi até o alambrado e avisou que se isso continuasse todos iriam sair.

“Se vaiar o jogador, vai sair. Se mexer com o jogador, vai sair todo mundo. O Palmeiras não vem aqui desde o ano passado. A torcida pediu para entrar, os portões foram abertos e não tem motivo para vaiar ou xingar. Se fosse em São Paulo, eu poderia aceitar. Mas aqui não dá para aceitar. Eles têm mais é que incentivar, para o time ter mais concentração”, comentou Antônio Carlos.

O momento do Verdão com a torcida realmente não é dos melhores. Substituído na partida de ida contra o Dragão no Palestra Itália, o meia Diego Souza bateu boca com alguns torcedores e fez alguns gestos obscenos, gerando ainda mais revolta.

Como venceu o primeiro confronto por 1 a 0, o Palmeiras entra em campo nesta quarta-feira precisando apenas de um empate. Se fizer um gol, poderá até perder por um de diferença, devido aos gols marcados fora de casa. A partida será realizada no Estádio Serra Dourada.