Mesmo com desfalques, Tuchel vê PSG confiante para conquistar título nesta quarta

Nesta quarta-feira, o clube de Paris terá a sua terceira chance e será novamente fora de casa

por Agência Estado

São Paulo, SP, 16 - Dominante em toda a temporada, o Paris Saint-Germain (PSG) já desperdiçou duas oportunidades para obter o título do Campeonato Francês, que será o oitavo em sua história. Primeiro, precisava vencer o Strasbourg em casa e só empatou por 2 a 2. Depois, era só ganhar um ponto contra o Lille, mas foi goleado como visitante por 5 a 1, na pior derrota do time desde que um fundo de investimentos do Catar, em 2011, começou a administrá-lo.

Nesta quarta-feira, o clube de Paris terá a sua terceira chance e será novamente fora de casa. Em jogo adiado pela 28.ª rodada, o adversário será o Nantes. Uma vitória basta, mas o técnico Thomas Tuchel terá inúmeros desfalques em campo por conta de lesões e suspensões. "Não vencemos contra Strasbourg ou Lille, mas seguimos confiantes", disse o alemão em entrevista coletiva nesta terça.

Só de jogadores lesionados são quatro no elenco: os atacantes Neymar, Edinson Cavani e Angel Di María e o zagueiro brasileiro Thiago Silva. Por suspensão, o zagueiro Juan Bernat e o volante italiano Marco Verratti não enfrentarão o Nantes.

Mesmo com desfalques, Tuchel vê PSG confiante para conquistar título nesta quarta
Mesmo com desfalques, Tuchel vê PSG confiante para conquistar título nesta quarta
ISOLADO

Com 17 pontos de vantagem na liderança, o Paris Saint-Germain só pode ser alcançado pelo Lille, que tem 64 e mais seis partidas a fazer. Assim, se não vencer nesta quarta-feira, terá nova oportunidade no final de semana, mesmo antes de entrar em campo. No domingo, o PSG fará o clássico contra o Monaco, em Paris, mas antes o vice-líder jogará contra o Toulouse, fora de casa, e terá de ganhar.

Sobre Neymar, que já treina com seus companheiros depois de se recuperar de uma lesão no quinto metatarso do pé direito, que o deixou fora de combate desde o último dia 23 de janeiro, Tuchel não quis adiantar se o brasileiro realmente voltará na final da Copa da França contra o Rennes, no próximo dia 27.

"Está conosco, está se sentindo bem, não tem dor e tem trabalhado duro", afirmou o treinador. "A impressão é de que ele está confiante e quer voltar ao gramado o quanto antes", completou.