F1: Apesar da pole, Hamilton fala em fim de semana 'muito difícil' na Itália

Em nenhuma outra pista na temporada, Hamilton teve tanto trabalho quanto está tendo em Mugello, na Itália

por Agência Estado

Campinas, SP, 12 - Lewis Hamilton festejou muito sua pole position de número 95 na Fórmula 1. O britânico superou seu companheiro de Mercedes, Valtteri Botas, por apenas 0s059 para largar em primeiro no GP da Toscana, e admitiu que trabalhou demais num fim de semana considerado "muito difícil" por ele.

Em nenhuma outra pista na temporada, Hamilton teve tanto trabalho quanto está tendo em Mugello, na Itália, onde esteve sempre atrás de Bottas nos treinos livres. No entanto, no momento mais importante, a sessão de classificação, o hexacampeão mundial fez valer seu talento e conseguiu tirar a pole position do finlandês.

"Foi um fim de semana muito, mas muito difícil, para ser sincero. É sempre muito difícil vencer o Valtteri. Ele sempre teve vantagem, desde o início do fim de semana. Foi mais rápido do que eu ontem (sexta-feira), esta manhã, e até no Q1", ressaltou o britânico. "Portanto, fizemos um ótimo trabalho. Trabalhei muito para melhorar meu traçado e a configuração do carro com os engenheiros", prosseguiu.

Apesar da pole, Hamilton fala em fim de semana 'muito difícil' na Itália
Apesar da pole, Hamilton fala em fim de semana 'muito difícil' na Itália
O tempo de Hamilton (1min15s144) foi recorde em Mugello, pista que recebe uma corrida da Fórmula 1 pela primeira vez na história, e pode ser muito importante para a corrida, num traçado de difícil ultrapassagem. Mesmo assim, ele sabe que não terá vida fácil.

Bottas lamentou não ter cravado a pole num fim de semana de domínio. Ele também mostrou chateação por ter sido impedido de tentar outra volta rápida por causa de bandeira amarela. "Eu estava confiante (em fazer a pole). Fiz uma volta boa, não perfeita, mas sabia que tinha condições de ser melhor, eu sabia exatamente onde melhorar (para a segunda volta rápida), mas a bandeira amarela me atrapalhou", lamentou o finlandês. "Realmente foi decepcionante, pois a velocidade tem sido boa em todo o fim de semana", enfatizou.

Mesmo assim, Bottas se mostra confiante para a prova na Itália. "As corridas longas foram boas, então ainda há muito pelo que jogar. Claro, teria sido melhor começar com a pole, mas o vento contrário pode me ajudar caso continue", avaliou.

O finlandês quer partir para cima de Hamilton na largada e tentar assumir o primeiro lugar ainda na curva 1, na qual ele enxerga ser sua chance. "O vácuo será bastante poderoso na curva 1, então tenho de focar meu pensamento para a corrida."

A diferença entre o inglês e seu companheiro na luta pelo campeonato (terceiro colocado) é de 54 pontos e Bottas sabe que precisa acabar na frente se quiser ainda sonhar em entrar na briga pelo título.