Boxe: Campeã mundial, Beatriz Ferreira surge em primeiro lugar no ranking da AIBA

Em agosto do ano passado, a boxeadora ganhou o ouro no Pan-Americano de Lima, no Peru

por Agência Estado

Campinas, SP, 03 - A Associação Internacional de Boxe Amador, revelou, nesta sexta-feira, que a brasileira Beatriz Ferreira é a primeira colocada no ranking da categoria leve até 60 quilos. Em outubro do ano passado, Beatriz conquistou o título mundial, ao derrotar a chinesa Cong Wang, na Rússia.

Na classificação, Beatriz aparece com 2.150 pontos, contra 1.850 da segunda colocada, a finlandesa Mira Potkonen, bronze na Olimpíada do Rio, em 2016. Ela surge como uma das favoritas à medalha de ouro na Olimpíada de Tóquio ano que vem. Em 26 competições, ela subiu no pódio em 24.

Campeã mundial, Beatriz Ferreira surge em primeiro lugar no ranking da AIBA
Campeã mundial, Beatriz Ferreira surge em primeiro lugar no ranking da AIBA
Em agosto do ano passado, a boxeadora ganhou o ouro no Pan-Americano de Lima, no Peru. Em 2018, foi campeã sul-americana em Cochabamba, na Bolívia.

Bia começou no boxe aos quatro anos de idade na garagem de casa, onde seu pai, Raimundo, mais conhecido no boxe como Sergipe (tricampeão baiano, bicampeão brasileiro e sparring de Popó) dava aulas para crianças carentes da região.

Por falta de competições de boxe feminino, Bia precisou esperar até 2014 para iniciar a carreira. Venceu uma luta, mas acabou desclassificada pois já havia participado de uma competição de muay thai e recebeu uma punição de dois anos, pois a Aiba (Associação Internacional de Boxe) proibia que as atletas participassem de competições por outras modalidades.

Bia voltou em 2016 e passou também a ser sparring de Adriana Araújo, medalha de bronze na Olimpíada de Londres-2012. Talentosa, ficou com a vaga da amiga, que passou para o boxe profissional.