Tênis: Número 6 do mundo revela que quer contratar Gustavo Kuerten como treinador

O grego Stefanos Tsitsipas já havia declarado sua admiração pelo ex-tenista brasileiro

por Agência Estado

São Paulo, SP, 23 - O grego Stefanos Tsitsipas, atual número 6 do ranking da ATP e um dos tenistas da nova geração que pode fazer frente a nomes como Novak Djokovic, Rafael Nadal e Roger Federer, é muitas vezes comparado, pelo seu estilo de jogo e também por algumas semelhanças físicas, ao brasileiro Gustavo Kuerten, três vezes campeão de Roland Garros.

Ciente dessas comparações, o atleta de 21 anos brincou com elas durante uma "live" em suas redes sociais, afirmando já ter pensado em contratá-lo para ser seu treinador.

"Quero contratar o Guga para treinador. Lembro-me de alguns dos jogos dele quando era muito pequenino, em Roland Garros. Lembro-me apenas de como ele jogava em terra batida (saibro). Era um dos jogadores de quem eu gostava.

Mas cresci mais vendo o Roger (Federer) e o Pete Sampras. Parecia muito relaxado, era muito talentoso e não parecia que se esforçava muito para conseguir ser tão bom", elogiou Tsitsipas em seu Instagram.

Tsitsipas (à esquerda) quer ter Gustavo Kuerten como treinador
Tsitsipas (à esquerda) quer ter Gustavo Kuerten como treinador
MAIS ELOGIOS
O tenista grego destaca que Guga é um fiel e perfeito representante do Brasil enquanto país.

"Havia ali muita paixão. Ele é o representante perfeito para o tênis brasileiro porque é tão apaixonado e apaixonante como eles", confessou.

RECONHECIMENTO
Atualmente, o jovem tenista conta apenas com seu pai, Apostolos, como técnico em sua equipe e poderia encorpar o time com a experiência de Guga, ex-número 1 do mundo.

Em 2019, os dois se encontraram pela primeira vez no Masters 1000 de Miami, nos Estados Unidos, em uma iniciativa do grego, que conseguiu marcar com o brasileiro através de sua equipe. Na ocasião, Tsitsipas elogiou Guga e disse que gostaria de atuar no Rio Open, torneio de nível ATP 500 no Brasil.

Guga, por sua vez, jamais atuou como treinador desde a sua aposentadoria, em 2008. Dedicou-se integralmente ao trabalho de suas empresas em Florianópolis, todas ligadas ao tênis, como o Instituto GK e a Escola Guga.