Suspensão de Tóquio-2020 "é atitude certa", diz Comitê Olímpico dos EUA

Na carta, a executiva notificou a sua comunidade de atletas do anúncio do Comitê Olímpico Internacional

por Agência Estado

Campinas, SP, 24 - O Comitê Olímpico e Paralímpico dos Estados Unidos (USOPC, na sigla em inglês) afirmou nesta terça-feira que o adiamento dos Jogos de Tóquio-2020 devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19) "é a atitude certa" e que vai atuar para que a competição possa ser realizada no devido tempo, sob condições justas e equitativas para os atletas.

"Este verão deveria ser o culminar de um trabalho duro e do sonho de suas vidas, mas dar um passo atrás na competição para cuidar de nossas comunidades e uns aos outros é a coisa certa a fazer", disse a diretora executivo do USOPC, Sarah Hirshland, em uma carta aberta a seus atletas. "Seu momento vai esperar até que possamos nos encontrar novamente em segurança", disse a dirigente.

COMUNICADO

Na carta, a executiva notificou a sua comunidade de atletas do anúncio do Comitê Olímpico Internacional (COI) de suspender os Jogos de Tóquio, inicialmente agendados de 24 de julho a 9 de agosto de 2020 para "o mais tardar no verão de 2021", por causa do impacto global da pandemia de coronavírus.

"Esta decisão é inédita e, portanto, apresenta um processo totalmente novo para vocês (atletas), os organizadores, os comitês olímpicos e o USOPC", disse Hirshland, que agradeceu aos atletas por terem contribuído para essa decisão, expressando suas opiniões em uma pesquisa divulgada na última segunda-feira, na qual 68% de seus 1.780 participantes reconheceram que não acreditavam que os Jogos pudessem ser disputados de maneira justa.

Foto: Reprodução / Twitter
Foto: Reprodução / Twitter

"Sabemos que é importante prestar a mesma atenção ao processo para garantir que seja justo e equitativo. Trabalhando em parceria com atletas, comitês olímpicos, federações internacionais, COI e o Comitê Paraolímpico Internacional, nós (re) definiremos as regras de seleção e antidoping e garantiremos que os Jogos reimaginados cumpram a promessa original de Tóquio 2020", disse Hirshland.

APOIO

O USOPC apoiou na última segunda-feira o adiamento dos Jogos depois de conhecer os resultados desta pesquisa e os pedidos anteriores de suspensão pelas federações de natação, atletismo e ginástica.