Tailandês é promovido e assume lugar de Gasly na Red Bull até o fim da temporada

Prestes a estrear no GP da Bulgária, Alexander Albon vira companheiro do holandês Max Verstappen no restante do ano

por Agência Estado

Campinas, SP, 12 - No meio das férias de verão da Fórmula 1, a Red Bull anunciou nesta segunda-feira uma mudança nas duplas de pilotos de suas duas equipes.

O francês Pierre Gasly foi mandado de volta para a Toro Rosso, o time B, como consequência de sua temporada decepcionante. Assim, o tailandês Alexander Albon foi promovido e vira companheiro do holandês Max Verstappen no restante da temporada, começando pelo GP da Bélgica no próximo dia 25.

De acordo com o comunicado divulgado nesta segunda-feira em seu site oficial, o objetivo da Red Bull é fazer uma análise direta do desempenho dos pilotos. O motivo é a busca por um companheiro para Verstappen em 2020, vaga que segue sem dono.

Alexander Albon foi promovido pela Red Bull até o restante da temporada 2019  - Divulgação
Alexander Albon foi promovido pela Red Bull até o restante da temporada 2019

"A Red Bull está na posição única de ter quatro pilotos talentosos que podem ser revezados entre Red Bull e Toro Rosso", explicou o comunicado da equipe austríaca. "O time vai utilizar as próximas nove corridas para avaliar a performance do Alex (Albon) e fazer uma decisão de quem vai pilotar ao lado do Max (Verstappen) em 2020. Todos no time estão ansiosos em receber o Alex e o ajudar durante sua próxima fase em sua carreira na Fórmula 1", seguiu.

EM BAIXA

Pierre Gasly havia sido definido para a equipe principal da Red Bull como substituto do australiano Daniel Ricciardo em 2019, tendo impressionado em sua primeira temporada completa na Fórmula 1 com a Toro Rosso no ano passado.

No entanto, o francês decepcionou nesta primeira metade do ano, marcando 63 pontos e sem pódios, contra os 181 de Verstappen e duas vitórias (Áustria e Alemanha).

MAIS NOVIDADES

A Red Bull também confirmou que Gasly retornará à Toro Rosso, fazendo parceria com Daniil Kvyat. O russo, que foi rebaixado para a equipe B no meio da temporada há três anos para dar lugar a Verstappen, marcou o primeiro pódio da Toro Rosso desde 2008 no GP da Alemanha. Em 2019, ele acumulou 27 pontos contra 16 de Albon.