Copa SP: Osasco Audax repudia gritos discriminatórios aos jogadores adversários; entenda

Time paulista não passou de empate sem gols diante do Leão e foi eliminado na fase de grupos

por Agência Futebol Interior

Osasco, SP, 10 (AFI) - O Grêmio Osasco Audax foi a público repudiar os atos da torcida presente no Estádio Prefeito José Liberatti durante os jogos da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Conforme relatado em súmula, gritos discriminatórios foram proferidos contra jogadores de times adversários: "O Audax se solidariza com as vítimas e pede desculpas pelo comportamento dos presentes".

Audax emite nota de repúdio
Audax emite nota de repúdio
Rege na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) uma norma que coibi a prática de atos discriminatórios sob pena de multa, paralisação da partida e perda de pontos.

Vale ainda ressaltar que, conforme decisão recente do Supremo Tribunal Federal (STF), a homofobia está enquadrada como crime de racismo e passível de punição penal aos envolvidos.

"O Audax preza pelo respeito à diversidade e o uso de fair play tanto pelos colaboradores do clube quanto à torcida presente nos estádios, ou seja, dentro e fora dos campos. Que possamos prezar pelo espetáculo do futebol com respeito e civilidade. Sem mais", diz nota.

Em campo, o time paulista foi eliminado na primeira fase após empate sem gols diante do Sport Recife.

Mercado da Bola
Osasco Audax-SP
Elenco ainda não definido
  • Goleiros

    Jeferson Romário, Matheus Brito e Henrique Cucato;

  • Laterais

    Marcelo e Francisco Neto;

  • Zagueiros

    Lucas, Bruno Higor, João Pedro, Gleciano Gomes e Hellton.

  • Meias

    Guaxupé, Fábio Souza, Gabriel, Jefferson Fellipe, Kleber Kallyl, Brunno, Pablo Gabriel, Rubens e Matheus Azevedo;

  • Atacantes

    Yan, Danrley Marreta, Adriel Santos, Giovanni Cândido, Rafael Chaves, Samoel Pizzi e Welsey Souza;

  • Técnico

    Robélio Cavalinho.