Paulista A2: Após derrota para Rio Claro, técnico Luciano Quadros deixa o Osasco Audax

O treinador não conseguiu colocar em prática no time tudo aquilo que mostrou durante a pré-temporada

por Kim Belluco

Osasco, SP, 05 (AFI) – A derrota para o Rio Claro, no último sábado, por 2 a 0, pela quinta rodada do Campeonato Paulista da Série A2, colocou um fim na passagem de Luciano Quadros pelo Osasco Audax. Em conversa exclusiva com o Portal Futebol Interior, o treinador confirmou sua saída do clube.

“Foi uma passagem de muito trabalho, de resgate físico, técnico e mental de alguns atletas que estavam no clube há muito tempo, mas sem atuar. Infelizmente, o bom desempenho que tivemos na pré-temporada não se confirmou na competição”, falou o treinador, em entrevista ao Portal Futebol Interior.

Luciano Quadros não é mais técnico do Audax
Luciano Quadros não é mais técnico do Audax

Recém-rebaixado para a Série A2, o Audax não conseguiu colocar em prática aquele mesmo bom futebol que o fez se tornar vice-campeão paulista em 2016. Totalmente reformulado, chegou a fazer frente com seus adversários, mas o resultado positivo só veio no triunfo diante do Juventus, por 1 a 0.

NÃO DEU LIGA!
Luciano Quadros comandou o Audax em cinco oportunidades na competição. Foram: quatro derrotas e apenas uma vitória. O time de Osasco ocupa a vice-lanterna, com três pontos, mesma pontuação do Juventus, o primeiro fora da zona de rebaixamento, e do lanterna Água Santa.

Agora, o Audax segue em busca de um novo nome para assumir o time na sequência da competição. O grande sonho seria Fernando Diniz, que tem a chance da carreira no Atlético-PR. Nomes como o de Estevam Soares são especulados.

LUCIANO QUADROS
Luciano Quadros, 43 anos, é um ex-goleiro, com passagens por times tradicionais como XV de Piracicaba e São Caetano. Como treinador, comandou Linense, São José, Olímpia, Audax Rio e Marília, além do Audax Osasco. A busca, agora, é por um novo clube.

“Primeiro vou resolver todas as questões pendentes com o Audax para em seguida aguardar um contato. Quero seguir trabalhando no futebol paulista, em qualquer divisão, mas não descarto sair do Estado”, completou.

 
 
" />