Série B: Após evitar rebaixamento, treinador quer permanência no Operário

Matheus Costa falou sobre a possibilidade de iniciar um trabalho no clube

por Agência Futebol Interior

Ponta Grossa, PR, 10 (AFI) - A missão pela permanência por mais um ano na Série B do Campeonato Brasileiro foi cumprida pelo Operário, com a vitória em cima do Oeste, por 2 a 0, dentro de casa. O objetivo alcançado valorizou o técnico Matheus Costa, que falou sobre a possibilidade de renovar seu contrato para a próxima temporada, que começa em março.

"É muito difícil para um treinador chegar no meio de uma temporada porque você tem que se adaptar ao que já está acontecendo. Desejo muito dar essa continuidade, iniciar um trabalho, porque eu vejo que é importante pra mim, importante para o Operário-PR. Talvez seja uma temporada com um bom casamento. Não vejo porque sair hoje daqui", comentou.

Matheus Costa chegou ao Operário em Outubro, na vaga de Gerson Gusmão. Em pouco mais de três meses no comando do clube, ele conseguiu seis vitórias, cinco empates e cinco derrotas. O objetivo principal, que mudou durante a Série B, do acesso a permanência, acabou sendo concluído com algumas rodadas de antecedência.

"Não é vergonha pra ninguém a gente estar comemorando essa permanência. É uma competição muito difícil e, na próxima temporada, a tendência é ser mais, com grandes clubes disputando a Série B. Nosso objetivo é maior do que os 45 pontos. Primeiro porque a gente tem que ter um ranking favorável para buscar uma classificação para a Copa do Brasil", completou.

Com o objetivo cumprido, o treinador agora segue com o "vestibular" para a permanência no comando do Operário. O novo desafio será contra o Confiança, nesta segunda-feira, pela 34ª rodada. O grande desafio de Matheus Costa será lidar com a parte física de seu elenco. Douglas Coutinho e Rafael Oller sentiram desgaste na última partida e podem ser problemas.

"Sabemos que vamos ter um jogo de muito desgaste na segunda, um clima muito diferente do que o de Ponta Grossa, e também é uma briga direta pela classificação. O único que pediu alteração foi o Coutinho, que está com um desgaste no posterior da perna. O Marcelo pelo desgaste e pela importância do jogo que a gente vai ter em Aracaju, e o Oller porque ele já estava perguntando muito o tempo do jogo, estava mostrando cansaço, inclusive pela entrega dele", encerrou.