Estudante de jornalismo é vítima de assédio em jogo da Série B; clube solta nota

O Operário se colocou à disposição de Milena Oliveira e condenou atitude do cidadão

por Agência Futebol Interior

Ponta Grossa, PR, 06 (AFI) - A estudante de jornalismo Milena Oliveira passou por uma situação totalmente desconfortável na noite desta terça-feira, durante a vitória do Operário por 1 a 0 para cima do Criciúma no Germano Kruger. Ela chegou a ser assediada por uma cidadão enquanto tirava algumas fotos para o site no qual trabalha.

Ela foi chamada diversas vezes de 'gostosa' durante o jogo e viu o assédio aumentar após confrontar o mesmo. O senhor só parou de proferir tais ofensas após discussão com outros fotógrafos. Milena Oliveira também se viu ofendida por atitude de outros torcedores, que proferiram palavras preconceituosas.

O Operário abraçou a causa e se colocou à disposição de Milena Oliveira da forma em que ela achar necessário. O clube ainda soltou uma nota oficial mostrando a sua indignação com a situação.

Milena Oliveira.foi vítima de assédio - Arquivo Pessoal
Milena Oliveira.foi vítima de assédio

Confira a nota oficial do Operário:

O Operário Ferroviário Esporte Clube vem, por meio de nota oficial, repudiar o desrespeito praticado contra a fotógrafa Milena Oliveira, em partida contra o Criciúma (05) no Estádio Germano Krüger. O clube destaca-se historicamente militando pela igualdade em todas as instâncias e reafirma esse compromisso promovendo constantemente campanhas de conscientização.

Em setembro deste ano, o Operário Ferroviário lançou a campanha ‘O Operário é de todos’, a fim de combater comportamentos discriminatórios durante os jogos de futebol e continuará na luta por um mundo mais igualitário e humanizado. O Germano Krüger é um ambiente democrático, mas que não tem espaço para intolerância, ódio e desrespeito.

Prestamos nossa solidariedade à Milena Oliveira e colocamo-nos à disposição para o que for preciso.