Série B: Aliviado por vitória fora, Operário tem problemas para receber o Vila Nova

Técnico Gerson Gusmão tem duas opções diferentes no ataque e a volta do volante titular após suspensão

por Agência Futebol Interior

Ponta Grossa, PR, 6 (AFI) – Mais aliviado por conquistar sua primeira vitória fora de casa, o Operário-PR agora volta as suas atenções para o compromisso em casa contra o Vila Nova. O jogo vai acontecer sexta-feira, às 19h15 no estádio Germano Krüger, pela 15ª rodada do Brasileiro da Série B. O técnico Gerson Gusmão, no entanto, vai ainda quebrar a cabeça para escalar o time paranaense.

Na vitória por 2 a 1 de virada diante do Criciúma, que derrubou o técnico Gilson Kleina, o atacante Bruno Batata foi expulso. Por outro lado, o volante Jardel cumpriu suspensão e tem condições de jogo. São, portanto, duas posições que estão em disputa franca.

Operário foi valente e virou sobre o Criciúma
Operário foi valente e virou sobre o Criciúma

OPÇÕES NO ATAQUE
No ataque existem duas opções. Uma delas é a entrada de Lucas Batatinha, que tem mais velocidade e dá mais movimentação no setor. Outra é a entrada de Schumacher, que atua mais centralizado, fazendo a parede para os zagueiros dentro da área.

“São jogadores com características diferentes. Vou optar por uma delas, ou mesmo, até usar as
Gusmão vai escolher entre as opções
Gusmão vai escolher entre as opções

duas opções, uma em cada tempo conforme a necessidade durante a partida” – comentou Gusmão, lembrando que vai estudar melhor a formação do Vila Nova.

É TITULAR ?
No meio-campo, a volta de Jardel é dada como certa, apesar da briga equilibrada com Chicão e Índio.

Acontece que Jardel atuou em quatro dos seis jogos disputados pelo time pós a parada da Copa América.

Chamado por sua torcida de Fantasma, o Operário ganhou posições importantes após a última rodada. Está em 12.º lugar, com 18 pontos, cinco acima da zona de rebaixamento e cinco abaixo do G-4. Se mantiver este regularidade vai atingir seu principal objetivo, que é se manter na Série B em 2020.