Paulista A3: Odirlei Mauer é o terceiro técnico a deixar o Olímpia em 2018

O treinador pediu demissão após a derrota para o União Barbarense neste domingo

por Oscar Silva

Olímpia, SP, 4 (AFI) - O técnico Odirlei Mauer, que estava no comando do Olímpia, deixou o cargo neste domingo, após a derrota por 2 a 1 para o União Barbarense, pela sexta rodada do Paulista Série A3. Assim que terminou o jogo, Mauer se reuniu com o presidente do Galo Azul, Antonio Delomordame, o Niquinha, pedindo a sua saída, chegando a um acordo.

Sob o comando de Odireli, foram três jogos, com uma vitória e duas derrotas. A estreia aconteceu contra o Manthiqueira, em Guaratinguetá, pela quarta rodada e terminou em vitória olimpiense, 3 a 2.

Na sequência, o técnico perdeu para o Barretos e União Barbarense, ambos pelo placar de 2 a 1, dentro de casa no estádio Maria Tereza Breda.

Odirlei Mauer não é mais treinador do Olímpia
Odirlei Mauer não é mais treinador do Olímpia

"Conversando com a minha família, resolvi deixar o cargo. Infelizmente as coisas não aconteceram como a gente queria. Agradeço ao presidente Niquinha pela oportunidade ", disse o ex-técnico olimpiense.

TEM MAIS
Com a saída de Mauer, são agora três treinadores que deixaram o Alviceleste. O primeiro foi Edson Porto, que voltou para o Santos-AP, mas sequer dirigiu o time olimpiense no campeonato. Na sequência, foi a vez de José Galli Neto, que foi demitido pela diretoria do Galo.

Na Série A3, o Olímpia aparece na 12ª colocação com sete pontos ganhos. Seu próximo compromisso será na próxima quarta-feira, às 20 horas, em Santos, contra a Portuguesa Santista. Para este compromisso o time olimpiense será comandado por Paulinho Fonseca, que faz parte da comissão técnica e é da cidade.

DIRIGENTE LAMENTA A SAÍDA
O repórter Oscar Silva, do Portal Futebol Interior, em contato com o presidente do Olímpia, Niquinha, pediu mais esclarecimento da saída de Mauer. Na oportunidade, o dirigente lamentou a saída do técnico.

"É um treinador de muito conhecimento, de bom caráter e acima de tudo trabalhador e honesto naquilo que faz. Tentei convencer a sua permanência, mas não foi possível. É um profissional que tem uma carreira vencedora e brilhante pela frente", disse o dirigente olimpiense.