Paulistão: Após oito jogos, técnico alcança melhor aproveitamento no Novorizontino

Depois de iniciar com três jogos em vencer, o Tigre embalou e conquistou cinco triunfos consecutivos

por Agência Futebol Interior

Novo Horizonte, SP, 25 (AFI) - Léo Condé, o atual técnico do Novorizontino, tem o melhor aproveitamento entre todos os treinadores que o clube de Novo Horizonte teve, desde que o Tigre chegou à divisão de elite do futebol paulista.

Apesar de se igualar a Guilherme Alves, com o pior aproveitamento nas três primeiras rodadas do Estadual, com dois empates e uma derrota, Condé conquistou o maior número de pontos nas próximas cinco rodadas, com 15 pontos de cinco vitórias consecutivas – somando 17 pontos no geral.

VITÓRIAS CONTRA OS GRANDES

O aproveitamento do atual técnico do Tigre, diante dos chamados grandes clubes, também é melhor do que os outros treinadores, pois venceu São Paulo e Santos:TT o Tricolor por 2 a 1 e o Peixe por 1 a 0, ambos atuando em Novo Horizonte.

GUILHERME ALVES TEVE O PIOR APROVEITAMENTO

Guilherme Alves, técnico que levou o Grêmio Novorizontino da Série A3 para a Série A1 como campeão dessa primeira competição e vice da Série A2, no seu primeiro ano no comando da equipe na máxima divisão do futebol paulista, teve o pior aproveitamento nas oito primeiras partidas, pois conquistou apenas 10 pontos em duas vitórias e quatro empates.

Diante dos grandes, empatou com o Santos, por 3 a 3, no Jorjão; e foi derrotado pelo São Paulo, por 2 a 0, no Morumbi.

Léo Condé alcança melhor aproveitamento no Novorizontino. (Foto: Guilherme Vieira / Novorizontino)
Léo Condé alcança melhor aproveitamento no Novorizontino. (Foto: Guilherme Vieira / Novorizontino)

JÚNIOR ROCHA, DORIVA E ROBERTO FONSECA

Júnior Rocha, Doriva e Roberto Fonseca, técnicos respectivamente nos Paulistão de 2017, 2018 e 2019, tiveram o mesmo aproveitamento nos primeiros oito jogos: 13 pontos. Júnior Rocha com quatro vitórias (porém, a última delas foi conquistada pelo seu substituto Silas) e um empate. Doriva também obteve quatro vitórias e um empate; e, Fonseca três vitórias e quatro empates.

Contra os grandes, Júnior Rocha perdeu para o Corinthians, por 1 a 0, e empatou com o São Paulo, ambos no Jorjão. Doriva empatou sem gols com o São Paulo, no Morumbi; e foi derrotado por 1 a 0 para o Corinthians, no Jorjão. Já, Roberto Fonseca, no Paulistão-2019, perdeu para o São Paulo, por 3 a 0 e venceu o Corinthians, por 1 a 0, ambos no Jorjão

ROBERTO FONSECA: INVICTO ATÉ A 10ª RODADA EM 2020

No Paulistão do ano passado, Roberto Fonseca comandando o Novorizontino e, nas oito primeiras partidas, conquistou 14 pontos em quatro vitórias e cinco empates, sendo que manteve a invencibilidade por mais duas rodadas.

Na 11ª, com o campeonato voltando após paralisação por causa da disseminação do Covid-19, perdeu para a Ponte Preta, por 2 a 0 na Arena Barueri, mas na 12ª e última rodada da fase inicial, venceu o Santos, por 3 a 2, na Néo Química Arena.

Aliás, contra os outros dois grandes que Fonseca teve pela frente: São Paulo e Corinthians (este na 9ª rodada e não enfrentou o Palmeiras, por estar em seu grupo), empatou com ambos por 1 a 1, respectivamente no Jorjão e no Morumbi.

Texto por Joaquim Roberto Santana de Lima