Pelo 2º ano, Novorizontino recebe prêmio na categoria ouro em programa da FPF

Na mesma categoria, destacaram-se em suas pontuações, junto com o Novorizontino: Bragantino, Corinthians, Desportivo Brasil, Ituano

por Agência Futebol Interior

São Paulo, SP, 06 (AFI) - Na tarde desta quarta-feira, foi realizado no Museu do Futebol, no estádio do Pacaembu, em São Paulo, mais uma edição do Programa de Excelência da Federação Paulista de Futebol, que avalia os clubes paulistas ao longo da temporada. Pelo 2º ano consecutivo, o Novorizontino foi premiado na categoria Ouro, a mais alta do programa.

Na mesma categoria, destacaram-se em suas pontuações, junto com o Novorizontino: Bragantino, Corinthians, Desportivo Brasil, Ituano, Santos, São Paulo, Sertãozinho e XV de Piracicaba.

Ao todo, 29 clubes paulistas foram premiados pelo desempenho em vários quesitos. A edição bateu recorde de adesão na temporada 2018. R$ 1.340.000,00 foram distribuídos em prêmios aos vencedores das 3 categorias.

(Fotos: Rodrigo Corsi / FPF)
(Fotos: Rodrigo Corsi / FPF)
Na categoria Prata, estiveram: Audax, Botafogo, Capivariano, Ferroviária, Juventus, Mirassol, Nacional, Ponte Preta, Red Bull Brasil, São Bernardo e São Caetano. E na Bronze: Água Santa, Guarani, Linense, Paulista, Portuguesa, Rio Claro, São Bento, Taubaté e Votuporanguense. Também receberam certificados como clubes participantes: Barretos, Batatais, Inter de Limeira, Marília, Oeste, Penapolense, Rio Branco e Santo André.

"Desde o início, o Novorizontino participa e abraça a causa do programa. Podemos falar com propriedade que ele nos ajuda muito na organização e na estruturação do clube, o que faz com que reflita em resultados. Resultados que as vezes acontecem dentro de campo, mas que para que também venham fora dele, é necessário muito trabalho e planejamento. Enxergamos como uma excelente orientação aos clubes, quanto a profissionalização e gestão de seus departamentos. Vemos uma clara evolução em nosso nível de profissionais, que sempre estão em busca de mais qualificação e atualização na carreira, o que sempre é revertido para um melhor rendimento dentro do clube", avaliou Genilson da Rocha Santos, Presidente do Novorizontino.

Na premiação, são avaliadas ações e relatórios em dez quesitos: Base, Torcida, Infraestrutura, Negócios, Atletas e Comissão Técnica, Desempenho Técnico, Futebol Feminino, Recursos Humanos, Filiação e Gestão e Finanças. Segundo a Federação, o objetivo do programa é colaborar para uma melhor gestão, por meio de boas práticas e profissionalização do pessoal. Na ocasião, também estiveram presentes presidentes e representantes de clubes de todas as divisões estaduais, além da diretoria da FPF e autoridades.

 
 
" />