Paulista A3: 'Alecgol e Richarlyson esbanjam humildade', diz companheiro do Noroeste

Meio-campista Yamada destacou o respeito que a dupla de veteranos tem com a equipe, especialmente os mais jovens

por Agência Futebol Interior

Bauru, SP, 30 (AFI) - Richarlyson e Alecsandro formam uma dupla de alto nível para os padrões do Paulistão A3. Dentro de campo as coisas estão indo muito bem para o lado do Noroeste. Alecgol e Ricky estão entrosados e o time é líder, mas além disso o meio-campista Yamada destacou a humildade que a dupla tem com os companheiros de equipe, especialmente os mais jovens.

SURPREENDERAM

A postura de respeito com os companheiros de equipe e entre os multicampeões, ainda que jogando na A3 de São Paulo, é uma inspiração extra para o meia de 26 anos, que disse nem sempre ter presenciado tal comportamento no esporte.

"Os dois são bem tranquilos. Sem palavras sobre trabalhar com eles. São diferentes na forma de lidar com a gente. Nem parece que já conquistaram tudo o que de fato conquistaram. Por isso, são diferentes. E estão totalmente engajados com o clube e objetivo de todos, que é o acesso", falou Yamada.

Foto: Divulgação / Noroeste
Foto: Divulgação / Noroeste

REFORÇOS DE PESO

Com o objetico de conquistar o acesso para a A2, o Norusca manteve a base do time da última temporada e trouxe reforços pontuais para ajudar na campanha.

"Boa parte da base foi mantida. E agora temos um bom entrosamento. Ainda temos a chegada de atletas como o Alecsandro. Vejo, sim, essa diferença para as outras temporadas. O clube vem ainda mais organizado e forte", avaliou o meia parceiro dos irmãos no Noroeste.

CURRÍCULOS INVEJÁVEIS

Richarlyson viveu o auge de sua carreira no São Paulo. No tricolor paulista conquistou três Campeonatos Brasileiros e um Mundial de Clubes, entre os títulos menores. Já Alecsandro conquistou duas Taças Libertadores, uma pel0 Inter, outra pelo Atlético-MG.

HISTÓRICO NO CLUBE

Lela, o pai de Ricky e Alecgol começou a carreira no Noroeste e é declarado torcedor da equipe. Ele também foi campeão Brasileiro pelo Coritiba em 1985, e em 2016 chegou a comandar a equipe de Bauru.