Série C: Atacante do Náutico não se arrepende de provocar goleiro do Ju: 'Faz parte'

Matheus Carvalho roubou a cena na disputa das semifinais da terceira divisão contra o Juventude

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 03 (AFI) - Cerca de duas semanas depois da comemoração provocadora para cima do goleiro Marcelo Carné, do Juventude, o atacante Matheus Carvalho relembrou o momento de deboche em entrevista coletiva na sala de imprensa do Náutico. Sem arrependimentos, ele explicou que a provocação – feita ao converter o último pênalti na disputa do jogo decisivo das semifinais - foi uma resposta ao goleiro alviverde.

No jogo da ida, em Caxias do Sul, Matheus tentou fazer um por cobertura em Carné, que não levou e bradou: “Aqui não”. O atacante só foi ver a cena nas imagens gravadas pela transmissão da partida e planejou a vingança antes do jogo de volta.

Espaço incorporado por HTML (embed)

“Não tinha nem visto que ele fez isso lá em Caxias. Eu saí do lance com a mão na cabeça, lamentando que tinha perdido o gol. Só que depois vi as imagens do jogo. A gente até brincou com a comissão: "Se fizer gol, dá uma brincada". Quem ri por último, ri melhor”, comentou Matheus.

"Quando ajoelhei para agradecer a Deus, foi que deu um estalo e eu lembrei: "Ah, vou ali provocar um pouquinho". Faz parte, né? Pensei até que ia ser expulso. Foi o cartão amarelo que eu mais fui aplaudido”, completou.

Foto: Reprodução / DAZN
Foto: Reprodução / DAZN
Na comemoração em questão, Matheus Carvalho andou em direção a Marcelo Carné, também dizendo dizendo “Aqui não” e balançado os indicadores. Outro detalhe foi a maneira como o atacante bateu o pênalti, no melhor estilo Ronaldinho Gaúcho, olhando para o lado. Revoltados, os jogadores do time gaúcho partiram para cima do atacante do Timbu, mas a confusão foi contida rapidamente.

FOCO NA FINAL
O gol garantiu a vaga do Náutico na final da Série C, e agora o time está próximo do título, depois de ter vencido Sampaio Corrêa por 3 a 1 no jogo de ida. A grande decisão será disputa a partir das 16 horas deste domingo, no Castelão, em São Luís.

"Temos que ter foco e não achar que temos algo ganho. Nós temos a nossa força aqui nos Aflitos, mas eles também têm a força da torcida no Castelão. Fizemos um bom resultado em casa, mas temos que respeitar o Sampaio. É um time de muita qualidade", comentou Matheus.