Série C: Náutico não deve ter estrela dedicada ao título no escudo, diz presidente

Primeira conquista nacional do clube foi muito comemorada, mas não há planos de eternizá-la na camisa

por Agência Futebol Interior

Recife, PE, 07 (AFI) - O título da Série C, conquistado após empate por 2 a 2 com o Sampaio Corrêa, no último domingo, foi a primeira conquista nacional em 118 anos de história do Náutico. Apesar de muito valorizado por torcedores, elenco e diretoria, a taça da terceira divisão nacional não deve render uma estrela no escudo que estampa a camisa alvirrubra, conforme o afirmado pelo presidente do Timbu, Edno Melo.

“A princípio não pensamos em fazer nenhuma modificação no escudo. Isso, aliás, é uma atribuição do Conselho Deliberativo do clube. Por enquanto, não pensamos em fazer nada no sentido de incluir a estrela, mas há a possibilidade caso ocorra um grande apelo da nossa torcida.”, explicou o mandatário em entrevista ao Portal Superesportes.

Náutico é o campeão da Série C de 2020. (Foto: Léo Lemos / CNC)
Náutico é o campeão da Série C de 2020. (Foto: Léo Lemos / CNC)

“Esse título é simbólico, pois coroa um trabalho feito baseado em austeridade e planejamento. Ganhamos um título pernambucano no ano passado e chegamos a duas finais neste ano. Temos que agradecer a todos os envolvidos nesta campanha e já iniciar o planejamento para o ano de 2020”, completou.

O Náutico conquistou o título em solo maranhense, no Castelão, e ainda não chegou ao Recife. O elenco deve desembarcar na capital pernambucano por volta das 23h30 desta segunda-feira, e a expectativa é de uma recepção calorosa da torcida no aeroporto.